Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Fogo/Santa Catarina: Câmara negocia com empresa valor da obra de reabilitação da estrada Cova Figueira/Casinha

São Filipe, 09 Abr (Inforpress) –  A Câmara Municipal de Santa Catarina do Fogo está a negociar com a empresa vencedora do concurso o volume financeiro para execução da obra de reabilitação da estrada que liga Cova Figueira a Casinha, no litoral.

Para a reabilitação deste troço de estrada que passa ainda por Maria da Cruz e Domingos Lobo, apenas duas empresas locais concorreram e uma foi excluída por falta de alguma documentação, e a outra apresentou um volume financeiro superior ao montante orçamentado pela equipa técnica da autarquia.

Por esta razão, o presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina, Alberto Nunes, iniciou segunda-feira, 08, um encontro com os responsáveis da empresa para negociar o valor para esta obra, cujo financiamento é assegurado pelo Fundo do Turismo, antes de avançar com a adjudicação e o arranque dos trabalhos, esperando fechar um acordo ainda esta terça-feira.

Em relação à construção do miradouro de Mira da Cruz, igualmente financiado pelo Fundo do Turismo, Alberto Nunes disse que participaram no concurso quatro empresas locais e que o júri seleccionou a empresa que apresentou melhor proposta financeira, aguardando apenas o período de reclamação para depois adjudicar a obra e o seu arranque.

Com relação a reabilitação das 66 moradias sociais de famílias de baixa renda nas várias localidades do município, no quadro do Programa Requalificar, Reabilitar e Acessibilidades (PRRA), Alberto Nunes indicou que a sua autarquia já recebeu a primeira tranche do financiamento e que 12 moradias estão em fase de reabilitação, esperando realizar as demais reabilitações nos próximos dias.

O objectivo, segundo a mesma fonte, é criar as condições condignas de habitabilidade às famílias de baixa renda, por um lado, e, por outro, criar emprego público.

JR/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos