Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Fogo: Projecto “Rotas do Fogo” promove visita de estudos a Santo Antão para troca de experiências

São Filipe, 22 Mar (Inforpress) – O projecto “Rotas do Fogo”, co-financiado pela União Europeia e implementado pela ONG Italiana Cospe, promove uma deslocação a Santo Antão de um grupo de pessoas para intercâmbio e troca de experiencias e boas práticas na área ecoturística.

A missão do projecto “Rotas do Fogo – modelo de agro-turismo como reforço das organizações locais do turismo rural e sustentável na ilha do Fogo”, é integrado por cerca de uma dezena de pessoas, sendo cinco que trabalham nos sectores de transformação agro-alimentar, ecoturismo e da cultura, um representante da Câmara Municipal de São Filipe e da Zebra Travel, que investiram os próprios recursos para reforçar os seus conhecimentos na área agro turística e mais o coordenador do projecto “Rotas do Fogo”, David Solazzo, e o consultor em agroecologia da ONG Cerai, Alberto Sentis.

Os objectivos da missão iniciada no passado dia 19 e termina no próximo domingo, concentra-se na troca de experiencias e boas práticas na área ecoturística e na área da transformação de produtos locais, incentivando o diálogo e sinergias entre os diferentes actores das ilhas do Fogo e de Santo Antão, sendo que as lições aprendidas durante a visita serão apresentadas na próxima mesa de diálogo que se realizará no mês de Abril.

A nível da ilha, a Cospe, reuniu-se quarta-feira com a Associação de guias turísticas de Chã das Caldeiras e com a Câmara Municipal de Santa Catarina, com objectivo de identificar um lugar mais estratégico para a construção de um ponto de informação turística e sede da Associação em Chã das Caldeiras.

A construção do ponto de informação e sede da Associação de guias é uma actividade prevista no quadro do projecto “Rotas do Fogo” e será co-financiado pela União Europeia e pelo Fundo de Turismo, sendo que a sua implementação marca uma etapa importante para o desenvolvimento da ilha.

Esta sexta-feira, 22, será concluído um ciclo de formação em matéria de associativismo, dirigido aos membros das associações de desenvolvimento comunitário dos três municípios da ilha.

A formação realizada de forma descentralizada em cada um dos três municípios da ilha do Fogo, foi dividida em dois níveis, sendo associativismo I destinado às associações que estão no início da criação e que são poucas activas, e associativismo II para as associações activas.

O projecto “Rotas do Fogo: modelo do agro-turismo como reforço das organizações locais do turismo rural e sustentável na ilha do Fogo”, conta com um orçamento global de 553.430 euros dos quais 498 mil euros são a contribuição da União Europeia e a parte restante dos demais parceiros e instituições envolvidas e é implementado pela ONG Cospe.

JR/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos