Fogo: Presídio com pouco público na primeira das cinco noites de festival musical

São Filipe, 28 Abr (Inforpress) – A praça do Presídio, principal palco das actividades culturais do Dia do Município e da Bandeira de São Filipe, registou pouco público na primeira das cinco noites de festival musical.

Embora tenha sido programado inicialmente para arrancar às 21:00 horas, o primeiro grupo “Chris e banda”, só subiu ao palco passado duas horas e meia depois e ainda assim com a praça do Presídio praticamente “desértica”, tendo o público aumentado por volta da 00:30 minutos, altura em que actuava a artista Dina Medina.

Quando o artista Loony Johnson subiu ao palco a praça registava alguma movimentação de pessoas, mas mesmo assim muito longe do habitual da primeira noite do festival/baile.

O último grupo a subir ao palco da primeira noite foi Ferro Gaita, que começou a sua actuação por volta das 04:00 horas deste domingo.

A interacção dos artistas como Loony Johnson, Dina Medina e do grupo Ferro Gaita, cativou e fez “vibrar” as poucas pessoas que se concentravam mais perto do palco.

O ingresso no Presídio na primeira noite de festival foi de 500 escudos/pessoa, mas mesmo na área envolvente do Presídio a presença das pessoas quase não se notava e praticamente não registaram filas nem para aquisição dos bilhetes nem para a entrada, como tem sido tradição por ocasião das festas do Dia do Município e da Bandeira de São Filipe.

A organização da festa tinha uma equipa de trabalho no interior da Praça para recolha de garrafas e outros objectos, sobretudo junto das barracas de “comes e bebes”, situadas no fundo da praça.

Igualmente destaque pela positiva de elementos ligados ao serviço de Protecção Civil, nomeadamente do corpo de bombeiros voluntários, que se encontravam no interior do Presídio e na parte exterior, junto ao palco, com uma viatura de Protecção Civil.

Para hoje, da programação constam o terceiro e último dia da feira agropecuária, o inicio do torneio quadrangular de futebol com jogos Vulcânico – misto de Santa Catarina e Botafogo – misto dos Mosteiros, inauguração da escola central e a realização da segunda noite de festival com actuação do grupo local “Fogo em Chama”, dos artistas Jay, Du Marthaz.

Ao grupo Tabanka Djaz caberá a responsabilidade de encerar o espectáculo, assim como a visita/convívio de idosos do centro de dia da OMCV às instalações da Casa das Bandeiras e continuação do pilão para preparação do milho para a confecção do prato tradicional das festas da bandeira, o Xerém, que será servido no almoço de cavaleiros e convidados no dia 01 de Maio.

JR/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos