Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Fogo: PAICV insta câmara a apresentar orçamento rectificativo para dinamizar economia

São Filipe, 16 Jun (Inforpress) –A Comissão Política Regional do PAICV, no Fogo, instou hoje a Câmara Municipal de São Filipe a apresentar um orçamento rectificativo com medidas concretas para dinamizar a economia e mitigar as dificuldades e o sofrimento da população do município.

Em conferência de imprensa, o membro da Comissão Política Regional (CRP) do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, oposição), Luís Nunes, denunciou a “insensibilidade da actual maioria que governa o município” e garantiu que os vereadores e eleitos municipais do seu partido estão disponíveis para darem a sua contribuição na elaboração e aprovação de um orçamento rectificativo e de medidas para minorar o sofrimento da população.

No quadro do orçamento rectificativo o PAICV propõe que as verbas anteriormente destinadas às festas municipais, festivais e outras actividades culturais que foram canceladas sejam canalizadas para projectos sociais e de apoio à promoção da actividade económica, proporcionando melhores rendimentos à população.

De entre as medidas que devem constar do orçamento rectificativo, a CPR do PAICV destacou o apoio aos agricultores e agentes do mundo rural no período de campanha agrícola com distribuição de sementes e equipamentos necessários, assim como subsidiar e reforçar o fornecimento de água aos agricultores e criadores de gado.

Reforçar o programa de salvamento de gado e combate aos cães vadios, indemnizar todos os criadores que perderam gado devido à acção de cães vadios, reabilitar os equipamentos sociais e desportivos, reforçar o programa de reabilitação das habitações sociais, retoma do projecto de abastecimento de água à zona norte alta até Campanas de Cima, constam da lista de medidas que a CRP defende no quadro do orçamento rectificativo.

Durante a conferência de imprensa o PAICV denunciou ainda a “forma arbitrária e injusta” como a câmara e o seu presidente têm gerido a questão da extracção e distribuição de areia, fazendo ‘stock’ no espaço cultural, naquilo que Luís Nunes considerou de “total desprezo pelos espaços culturais”, para além da concorrência desleal que a autarquia vem fazendo aos camionistas e empreiteiros.

“Com esta acção, pretende a câmara e o seu presidente distribuir materiais de construção em vésperas de eleições numa tentativa desesperada de compra de votos, uma vez que a sua prestação nestes quatro anos tem merecido uma avaliação negativa”, referiu Luís Nunes, indicando que só o desespero de uma prestação negativa pode justificar tamanha “afronta à dignidade dos são-filipenses”.

Segundo a mesma fonta, o MpD já iniciou acções no terreno com destacados dirigentes a fazer a distribuição de materiais de construção civil, razão pela qual exortou a Comissão Nacional das Eleições (CNE) e a Procuradoria da República de São Filipe a agirem em conformidade com o que classificou de ilícito eleitoral.

Nunes indicou que a distribuição de materiais de construção civil não é a forma mais correcta de conquistar a simpatia e votos dos eleitores, o que deve ser feito com trabalho.

“Esta prática deve ser sempre denunciada independentemente de quem for o seu autor”, assumiu Luís Nunes.

Com relação à indemnização aos criadores, Luís Nunes indicou que a sobrevivência de muitos deles depende dos animais e quando perdem a sua fonte de rendimento as famílias ficam afectadas e as autoridades devem repor a esperança, adiantando que havia sempre um programa de tentar compensar os criadores.

Luís Nunes reconheceu que no passado o problema existiu mas não com a dimensão dos últimos tempos porque, explicou, não houve medidas concretas de combate aos cães vadios.

A mesma fonte defendeu ainda que a situação não pode continuar como está e que medidas devem ser tomadas para repor a normalidade, envolvendo várias entidades com responsabilidade nesta matéria.

JR/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos