Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Fogo: MpD financia restauro de obras de arte danificadas durante campanha eleitoral com fixação de cartazes (c/áudio)

São Filipe, 27 Abr (Inforpress) – O Movimento para a Democracia (MpD) financiou o restauro de obras de arte, junto da escola central em São Filipe, que foram parcialmente danificadas com a fixação de cartazes durante o período da campanha eleitoral.

Um dos autores da pintura mural que desde 2013 embeleza esta artéria da cidade de São Filipe, Tutu Sousa, ao tomar conhecimento na altura da ocorrência protestou contra tal atitude e o MpD, cujos elementos tinham afixado cartazes não só reconheceu o erro como mandou retirar os mesmos e pedir desculpas aos artistas envolvidos na referida pintura.

“Depois de toda a polémica que surgiu com o acto de colagem de cartazes em cima da pintura foi o próprio MpD que disponibilizou para financiar o restauro da obra, custeando todas as despesas, incluindo a deslocação de uma equipa de quatro pessoas da Cidade da Praia para fazer este trabalho”, disse Tutu Sousa, sublinhando que é uma forma de reconhecer que alguém errou e como os cartazes eram do MpD este partido reconheceu que era um erro e com isso quer demonstrar que não é a favor de colagem de cartazes em cima de obras de arte.

“É uma forma de pedir desculpas aos artistas e repor uma obra de arte que desde 2013 está a embelezar São Filipe”, disse o artista para quem valeu e vale sempre a pena reclamar quando acontece um acto do género porque, explicou, os artistas realizam com amor este trabalho no sentido de contribuir para embelezar a cidade e, muitas vezes, de forma gratuita e não é correcto que alguém venha danificá-lo.

Sousa defendeu que quanto mais obras se pode fazer para embelezar as cidades, melhor seria.

Com relação ao restauro em si, sublinhou que quando a obra está criada é mais difícil a recuperação porque exige mais condições e o artista terá de dar volta para encontrar a melhor forma, já que não é fácil retirar, na totalidade, parte do material e por isso tem de saber dar a volta.

Tutu Sousa apelou a todos no sentido de, seja de qual for a campanha ou o candidato, para não permitirem que ninguém cole cartazes em cima de obras de arte.

“Acredito que não foi nenhum dirigente político que mandou colar os cartazes em cima da pintura, mas alguém com pouca sensibilidade artística que fez o trabalho”, disse Tutu Sousa, salientando que é necessário ter o mínimo de orientação para que algo do género não volte a acontecer.

Além de Tutu Sousa a equipa que está a fazer o restauro integra o artista Kaya Barbosa, ele também autor de uma das pinturas danificadas, e mais dois ajudantes e que estão a dar os primeiros passos na arte.

JR/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos