Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Fogo: MpD entrega dossiê de candidatura “comprometida” com os desígnios e desafios da ilha

São Filipe, 08 Mar (Inforpress) – O Movimento para a Democracia (MpD) procedeu hoje, às 10:26, à entrega do dossiê de candidatura para as eleições legislativas de 18 de Abril junto do tribunal da comarca de São Filipe.

Após a entrega, o mandatário da candidatura para o círculo eleitoral do Fogo nas próximas legislativas, António Félix Lopes, disse que é uma lista que contempla 50 por cento de mulheres e igual percentagem de homens, porque o MpD privilegia a Lei da Paridade.

“É uma candidatura que contempla a juventude, com a média de idade a rondar os 36 anos, que está comprometida com os desígnios e desafios da ilha do Fogo e para ganhar no dia 18 de Abril para continuar, lado a lado, com o Governo da República”, referiu o mandatário, sublinhando que a mesma contempla também a representatividade dos municípios.

Segundo a mesma fonte, com os investimentos que o Governo fez na ilha a candidatura do MpD está crente de que sairá vitoriosa nas eleições de 18 de Abril a nível ilha do Fogo, mantendo assim a vitória de 2016, mantendo três dos cinco deputados.

“Estamos a trabalhar para isso”, disse o mandatário da lista, salientando que as eleições legislativas de 18 de Abril são diferentes das autárquicas de 2020, reforçando que com “os investimentos colocados na ilha” o seu partido vai ganhar, “porque Fogo não pode voltar ao passado, e tem de estar sintonizado com o Governo para que os desafios que se colocam à ilha possam ter ecos”.

A título de exemplo apontou aquilo que considerou ser “grandes investimentos em Chã das Caldeiras com mais de 600 mil contos”, mas salientou que em todas as áreas há marcas do Governo, desde saúde, passando pela agricultura, transportes e, segundo o mesmo, “são ganhos deste governo em apenas cinco anos, atendendo que o país sofreu três secas severas e com a pandemia que arrasou toda a economia”.

O mandatário da lista do MpD aproveitou para, já que a entrega coincidiu com o Dia Internacional das Mulheres, parabenizar todas as mulheres democráticas de Cabo Verde, solidarizando-se também com a família de “Vovó” a jovem de Curral Grande assassinada há bem pouco tempo pelo seu ex-companheiro, porque, explicou, a candidatura do MpD condena toda a violência contra as mulheres.

A lista é composta por Filipe Santos, Vanusa Barbosa, Luís Alves, Carlos Lopes e Diélia Pires Monteiro (efectivos) e António Cardoso, Jacinta Miranda, Maria Rosário Andrade, Hélder Correia e Elisabeth Martins (suplentes).

O MpD foi a segunda força política a formalizar a sua candidatura depois do PAICV o ter feito no dia 05 de Março, devendo a UCID formalizar a sua candidatura na terça-feira, 09, por volta das 15:00.

Já a lista do PAIC é composta por Eva Verona Teixeira Andrade Ortet, Luís Joaquim Gonçalves Pires, Carlos Fernandinho Teixeira, Clara Gomes de Andrade e Almeida Alberto dos Santos Louro (efectivos), Manuela Barbosa Lopes, João Francisco Nunes Pires Monteiro, José Manuel Ledo Pontes da Rosa, Maria Nova Gonçalves Barros Montrond e António Alberto de Andrade (suplentes).

JR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos