Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Fogo: Levo uma visão aprimorada do município dos Mosteiros e as preocupações serão analisadas com o Governo – PR

São Filipe, 08 Set (Inforpress) – O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, disse hoje que leva uma visão aprimorada do desenvolvimento do município dos Mosteiros e que as preocupações e desafios serão analisadas com o Governo.

Ao concluir a sua visita ao município dos Mosteiros, o último dos três municípios a receber a visita, disse que a mesma lhe permitiu ter “uma aproximação aos principais problemas do município”, através do retrato da situação económica, financeira, social e cultural feita pelo presidente da autarquia, que também avançou alguns dados que considera como ganhos do município nos últimos anos e demonstráveis através do índice dos indicadores em várias áreas.

O presidente da Câmara Municipal dos Mosteiros apontou os domínios da redução da pobreza e da pobreza extrema, acesso à água potável, investimentos em equipamentos desportivos e informou o Presidente da República acerca das obras em curso ou em fase de conclusão como a requalificação da orla marítima do Beco, o campo de futebol de Ribeira do Ilhéu, cujo processo de colocação de relva sintética terminou hoje, mas que necessita concluir os trabalhos da bancada, balneários e acessos, o que implica novos investimentos.

De entre os “grandes desafios e dificuldades” que não são específicos dos Mosteiros, mas a nível intermunicipal, como é o caso do saneamento, Jorge Carlos Fonseca disse que em relação aos Mosteiros há problemas específicos como da habitação social que é um problema nacional.

O Chefe de Estado foi informado, ainda, de outros constrangimentos, nomeadamente o atraso na transferência de verbas no valor de 54 mil contos, referentes ao contrato-programa celebrado com o Governo nos anos de 2018 e 2019, assim como o atraso na requalificação de orla marítima de Queimada Guincho e do desemprego jovem, sublinhando que, com este atraso na transferência de verbas é bom que haja um esforço do Governo para que a situação seja regularizada o mais depressa possível.

“Há um problema que a câmara municipal considera muito importante que é a degradação ambiental na zona de Baleia onde há exploração de inertes, de forma artesanal e industrial e que pode causar riscos de degradação ambiental e levar à obstrução de cursos de água e desmatação significativa da vegetação e floresta nesta zona”, referiu Jorge Carlos Fonseca.

“É um problema que deve merecer especial atenção por parte do Governo central”, disse o Presidente da República.

Jorge Carlos Fonseca deixou a garantia de que vai juntar a sua voz à das autoridades municipais junto do Governo em relação a este conjunto de preocupações, mas referiu a necessidade de existir uma boa cooperação com o Governo que, segundo o mesmo, “é desejável e permanente” para resolver os problemas das populações, na diferença e através do diálogo entre poder local e central independentemente das opções políticas.

O Presidente sublinhou que o momento que o país vive não é fácil, mas o Governo deve fazer um esforço para, em colaboração com o município, mobilizar recursos por outras vias, nomeadamente dos parceiros e da emigração e contribuir para que o município ataque algumas insuficiências do processo de desenvolvimento económico e social.

JR/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos