Fogo: John Rodrigues indisponível para integrar lista do MpD para as autárquicas nos Mosteiros

São Filipe, 10 Mar (Inforpress) – O engenheiro John Rodrigues, emigrante na Holanda, está indisponível para integrar a lista do Movimento para a Democracia (MpD) para as próximas eleições autárquicas nos Mosteiros, ilha do Fogo, revelou o mesmo à Inforpress.

Depois de ter manifestado o seu interesse em participar nas listas do MpD às eleições autárquicas de 2020, no seu município (Mosteiros) junto do coordenador local, Carlos Lopes, com conhecimento do anterior secretário-geral Miguel Monteiro e do presidente do MpD, Ulisses Correia e Silva, o emigrante mostra-se agora indisponível para fazer parte da lista.

Algumas situações de natureza pessoal, profissional e outros compromissos, responsabilidades e o seu envolvimento na prática desportiva do seu filho são as razões que o motivam a suspender o interesse em integrar a lista do MpD.

Ao anunciar, há algum tempo, a sua disponibilidade, John Rodrigues confessou ter feito com “confiança pessoal, convicção profunda e com grande honra e sentido de responsabilidade como um filho dos Mosteiros” que quer ver o bem-estar da população.

Este acreditava que podia dar um contributo positivo a esta causa, numa política democrática e transparente, para uma construção social, mais justa, através de uma intervenção nas estruturas que “dificultam a vida das pessoas” voltada a um novo modelo de desenvolvimento.

“Após uma profunda reflexão, decidi, através do deputado Carlos Lopes, mandar retirar definitivamente o meu nome da lista de qualquer proposta nas listas do MpD, para a corrida às próximas eleições autárquicas de 2020, na certeza de que o partido venha a encontrar alternativas à altura dos desafios que serão certamente grandes”, adiantou o emigrante.

Os candidatos do MpD para as eleições autárquicas de 2020 devem ser conhecidos no início de Abril, altura em que será realizada a convenção autárquica do partido.

John Rodrigues augura uma vitória do seu partido nos Mosteiros nas próximas autárquicas, porque acredita que seja o “momento da viragem e olhar a sério para as coisas e ter a coragem de fazer o correcto e melhor”.

“É a ocasião de se tornar a câmara numa casa aberta para todos, sem exclusão. Não se deve continuar a fazer da autarquia uma instituição para reuniões e encontros com os militantes, simpatizantes e amigos do PAICV”, destacou a mesma fonte, para quem é preciso ter uma imagem forte e atratciva, ganhando uma “marca” de promoção e divulgação, que ajude a identificar as potencialidades económicas do município.

John Rodrigues que foi vereador nas primeiras eleições autárquicas realizadas nos Mosteiros após a sua elevação a categoria de município, eleito na lista do PAICV, salientou que a população está cansada dos “desastres” e deseja um município livre de corrupção e injustiças.

Pese embora a sua indisponibilidade para integrar a lista, John Rodrigues manifestou que continuará activamente a dar o seu contributo cívico ao MpD, para que o partido prossiga um caminho de vitórias e conquista em prol de Cabo Verde, assim como a dar a sua opinião e contribuição para a defesa dos Mosteiros e para futuros projectos para o seu desenvolvimento.

JR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos