Fogo: Incêndio de grandes proporções na lixeira municipal extinto após lavrar por mais de 12 horas

São Filipe, 26 Abr (Inforpress) – Um incêndio de grandes proporções que deflagrou, segunda-feira, 25, na lixeira municipal de São Filipe, foi extinto mais de 12 horas após o seu início.

No espaço de duas semanas, este é o segundo incêndio ocorrido naquela lixeira, situada a menos de 300 metros do hospital regional e de uma unidade hoteleira.

As causas deste incêndio ainda não são conhecidas, mas o vereador responsável pelo sector do Ambiente da Câmara Municipal de São Filipe, João José Canuto, admitiu que poderá ter sido provocado pelo calor que se faz sentir na cidade de São Filipe.

Segundo o mesmo, este incêndio consumiu grande parte da lixeira que, na manhã de hoje, ainda expelia algum fumo, o que o vereador considerou “normal”.

No final da tarde de segunda-feira e durante a noite o incêndio originou a emissão de fumo negro e hoje, nas proximidades do hospital, da unidade hoteleira e do auditório Padre Pio Gottin, onde decorreu a reunião da Associação Nacional dos Municípios Cabo-verdianos, situados nas proximidades da lixeira, as pessoas ainda sentiam o cheiro a queimado que continuava no ar.

O presidente da Câmara Municipal de São Filipe, Nuías Silva, questionado sobre esta situação, lamentou a ocorrência deste incêndio, indicando que este poderá ser o último a verificar nesta lixeira municipal, que deverá ser desactivada, nos próximos dias, com a conclusão e entrada em funcionamento do aterro intermunicipal de Monte Genebra, zona sul.

Neste momento falta concluir a obra de passagem hidráulica da estrada que dá acesso ao aterro, assim como a vedação do espaço que segundo uma fonte da câmara municipal ainda não aconteceu porque inicialmente optou-se pela vedação com arame farpado, mas depois com recurso a redes.

JR/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos