Fogo: Há uma falta de vontade política do actual Governo em resolver a questão de água para agricultura – Nuias Silva

 

São Filipe, 09 Abr (Inforpress) – O deputado do PAICV para o círculo eleitoral do Fogo Nuias Silva, considera que a problemática da questão de água para agricultura não foi ainda resolvida por falta de vontade política do actual Governo.

Nuias Silva, que terminou sábado, uma visita de cinco dias à ilha com os sectores da agricultura, água e pecuária em agenda, disse que, por um lado, há falta de capacidade do actual Governo para resolver o problema de gestão de água para agricultura, porque, na óptica do mesmo, quer zerar tudo que encontrou para começar de zero, e, por outro, há o descaso de não querer resolver o problema.

Para sustentar a sua tese, Nuias Silva, disse que há uma proposta concreta da Associação de Solidariedade para o Desenvolvimento Económico (ASDE) que quer resolver este problema a custo zero, mas o Governo não se decide.

“Enquanto o Governo anda a estudar os dossiês para decidir, os agricultores estão com problemas de água, recebem água salgada para irrigar os campos, e destruição das culturas”, afirma o parlamentar, que aconselhou os agricultores a organizarem-se para poder sentar-se à mesa com o ministério para, em conjunto, encontrar a solução.

“A minha preocupação é o silêncio do Governo face a uma associação que apresentou, em Agosto de 2016, ao ministro da Agricultura, um projecto que trazia as soluções para a questão de gestão e da produção e distribuição de água para agricultura a custo zero para o Governo, porque traria toda a capacidade técnica e apoios financeiros para resolver a situação e aguarda de forma incrédula uma resposta. Entendo isso como falta de vontade política para resolver esta questão”, disse Nuias Silva.

O parlamentar, que se encontrou com agricultores e criadores de gado dos três municípios da ilha, disse ter constatado um certo desânimo nestas classes, que estão preocupados com a escassez de água, sobretudo no eixo entre Patim e Fonte Aleixo-sul.

Este disse que há um ano que não recebem água com regularidade e que a situação piorou nos últimos dias devido ao elevado teor de salinidade que tem provocado estragos enormes nas culturas.

Desde Junho de 2016 a gestão de água foi assumida pela delegação do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA), e neste momento regista-se problemas com os painéis do parque que produz energia para bombagem de água dos furos da Nossa Senhora do Socorro e do reservatório de Sebastião Dias. Salienta que dos 19 painéis instalados apenas seis estão a funcionar.

Nuias Silva avança que a situação deve ser analisada porque há várias famílias que dependem do sector da agricultura e criação de gados na ilha do Fogo, para além de ser um dos sectores com maiores potencialidades para o seu desenvolvimento económico.

Confrontado com o facto de o problema de água para agricultura não ser novo e resultou em tempos em manifestações, o parlamentar do PAICV, disse que o anterior Governo fez “fortes investimentos” na mobilização de água, através de furos e equipamento do sistema e que o problema foi grandemente resolvido no mandato anterior.

Decorrido um ano após a tomada de gestão de água pela delegação do MAA, a situação encontra-se “em total contra mão com aquilo que são as necessidades e ambições dos agricultores”, o que preocupa o deputado, acrescentando que “o mais importante” é que as pessoas se preocupam em resolver esses problemas.

JR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos