Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Estudo sobre condenados por crimes sexuais contra menores apresentado esta semana na região Fogo e Brava

 

São Filipe, 24 Jul (Inforpress) – A Comissão Nacional para os Direitos Humanos e a Cidadania (CNDHC) faz o lançamento do estudo “O perfil dos condenados por crimes sexuais contra menores: conhecer para melhor intervir”, terça e quarta-feira, nas ilhas do Fogo e Brava.

Em nota de imprensa, a CNDHC refere que o estudo teve como objectivo conhecer o perfil dos condenados por crimes sexuais contra menores no arquipélago, e contribuir para o conhecimento, prevenção e intervenção das autoridades e da sociedade em geral nesses casos.

No Fogo, o lançamento acontece na terça-feira, nos Paços do Concelho de São Filipe, e na Brava, no dia seguinte, contando com a presença da presidente da CNDHC, Zaida Morais de Freitas, e uma das consultoras, Carla Corsino, que fará apresentação do estudo, seguido de debate, moderado pela psicóloga Dirce Sequeira.

A equipa da CNDHC tem agendado visitas a algumas instituições na ilha do Fogo, encontros com os presidentes das câmaras municipais e realização de duas sessões de “socialização” da cartilha “SOS Planeta Terra – construindo a cidadania ecológica”, sendo uma no município de Santa Catarina do Fogo e outra nos Mosteiros, previstas para esta segunda-feira.

Na Brava, a apresentação do estudo “O perfil dos condenados por crimes sexuais contra menores: conhecer para melhor intervir” e “socialização” da cartilha acontecem na quarta-feira, 26, no salão nobre do edifício dos Paços de Concelho.

O estudo contou com o apoio do Sistema das Nações Unidas em Cabo Verde, da Bornefonden e do Instituto Cabo-verdiano da Criança e do Adolescente (ICCA), com as parcerias de várias outras instituições.

O lançamento do estudo nas ilhas do Fogo e da Brava vem na sequência da apresentação nas ilhas de Santiago, Santo Antão, São Vicente e Sal, sendo que os actos contam com o financiamento da Bornefonden e apoio das câmaras municipais.

JR/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos