Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Presidente da câmara de São Filipe quer que um novo Fogo seja projectado a partir das suas vantagens

São Filipe, 02 Mai (Inforpress) – O presidente da câmara de São Filipe defendeu sábado, a necessidade de “definitivamente virar para a ilha, para as suas potencialidades e sentar-se à mesa para projectar um novo Fogo a partir das suas vantagens comparativas”.

Nuías Silva, que falava na cerimónia da apresentação institucional da empresa do ramo de construção civil, urbanização, imobiliária, turismo e áreas afins, Barreto Vincent Solutions, parabenizou os accionistas que no dizer do mesmo estão a pensar grande e querem uma empresa de dimensão internacional a partir do Fogo.

“É isso que queremos, enquanto presidente da câmara e servidor público e é nosso dever estar do lado das empresas, do sector empresarial e do sector privado que quer pensar grande, construir coisas bonitas para servir o Fogo, mas para servir o todo nacional e a vasta diáspora, a partir do Fogo”, declarou.

O seu desejo é que o desenvolvimento chegue ao Fogo, mas também que o desenvolvimento parta do Fogo, salientando que é nesta perspectiva que quer incentivar a diáspora, o sector privado para acreditarem que é possível engendrar soluções grandes e inovadoras a partir do Fogo e servir a ilha, Cabo Verde e a vasta diáspora espalhada pelo mundo.

A comunidade emigrada, sobretudo a americana, no dizer de Nuías Silva, é uma riqueza ainda por explorar na perspectiva de atracção de investimento directo para ajudar no processo de desenvolvimento, mas uma riqueza para ajudar na perspectiva cultural a partir do conhecimento que detém e em termos de conhecimento para ajudar a engendrar soluções inovadoras e alinhada com o desenvolvimento local.

“A empresa Barreto Vincent Solutions chega em boa hora, numa altura que queremos mudar São Filipe e a ilha do Fogo”, advogou o autarca, salientando que há uma convergência entre os três municípios de que o compromisso é o desenvolvimento da ilha como um todo e o desenvolvimento de uma região pujante nas suas potencialidades turísticas, culturais e económicas.

Segundo o mesmo, para combater a pobreza e ter uma região moderna é necessário investir e potenciar o investimento privado.

Nuías Silva apelou os privados e emigrantes a verem a ilha com um olhar atento relativamente àquilo que são as suas potencialidades e tenham nas instituições públicas nacionais e municipais, verdadeiros parceiros para desenvolverem soluções modernas e que sirvam o interesse da ilha.

O autarca prometeu à empresa, cuja uma das ideias é a implementação da futura vila Makaré Smart City, a primeira da ilha e que poderá abrir o caminho para um turismo residencial, todo o apoio institucional e todos os incentivos para que as coisas aconteçam.

A presidente do conselho de administração (PCA) da Barreto Vincent Solutions, Luísa Lopes Jorgensen, disse que esta empresa surgiu da junção da experiência do Fogo Imobiliária do grupo Zebra Travel, na área do turismo, e Construção Barreto, na área de construção civil, para ajudar a resolver lacunas existentes neste sector.

“Esta empresa, que esteve a ser pensada, matutada e planeada há cerca de 26 anos quando Vincent Jorgensen desembarcou nesta ilha e por muitos anos, igualmente pela construção Barreto, quer ser e vai ser uma referência nacional e internacional”, disse a PCA, observando que precisam de competências e capacidades de nível internacional, comprometida, afectiva e efectivamente, com o desenvolvimento sustentável da ilha do Fogo.

Segundo a mesma, trata-se de uma empresa que possa contribuir para a solução de muitos dos problemas ainda existentes, sobretudo para soluções inovadoras para as empresas, organizações, comunidades e cidadãos, na ilha e na diáspora, sempre com o objectivo superar todas as dificuldades e colocar a ilha no lugar que todos querem.

Na apresentação institucional desta empresa, participou, através de videoconferência, o vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia, que não conseguiu deslocar-se à ilha devido a situação de calamidade pública.

Hoje a empresa socializa a ideia de Makaré Smart City com os muitos emigrantes que estão na ilha e que constituem principais clientes.

JR/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos