Fogo/Dia do Município: São Filipe vai erguer a primeira piscina municipal de Cabo Verde (c/vídeo)

São Filipe, 28 Fev. (Inforpress) – A cidade histórica de São Filipe vai ser contemplada nos próximos seis meses com a primeira piscina municipal do País, obra camarária avaliada em 34 mil contos, e iniciada hoje, em cerimónia presidida pelo Presidente da República.

O presidente da Câmara Municipal de São Filipe mostrou-se optimista que dentro dos próximos seis meses a cidade história vai inaugurar a primeira piscina municipal de Cabo Verde, já que os trabalhos para a sua construção, paredes-meias com o ginásio municipal, arrancaram esta tardinha, logo após a assinatura do contrato da assinatura da consignação.

Projectada para ter 25 metros de comprimentos, a futura piscina municipal conta com um orçamento de 28 mil contos para a sua construção e seis mil para equipamentos desportivos para o seu apetrechamento, de forma que “dentro de 180 dias” a infraestrutura esteja “devidamente preparada para receber competições nacionais”, mas também para fomentar a prática da natação e dos desportos.

Nuías Silva referiu que a Piscina Municipal terá ainda a vertente de servir aos munícipes na área da saúde, sobretudo nas questões da fisioterapia e de recuperação de lesão, nomeadamente em atletas, para além de ter uma série de equipamentos de complementaridade desportivos.

Loja do desporto, cafés, restaurantes e toda a área de equipamentos técnicos e assistência de pessoas, uma bancada para 200 espectadores foram anunciados por Nuías Silva como algumas das infraestruturas circundantes desta obra.

“Este é um investimento do município e vai um bocadinho para além daquilo que é o investimento das infraestruturas desportivas. Visa preparar economicamente a ilha para receber e atrair eventos de alguma dimensão para o nosso município e a partir daí gerar estabilidade na nossa economia local”, asseverou.

Já o Presidente da República, José Maria Neves, também presidente de Honra das festividades do Centenário da Cidade de São Filipe, manifestou a sua alegria com o “rumo de São Filipe”, no ano em que completa 100 anos, por entender que “há uma visão para a construção de uma cidade, moderna e competitiva no plano nacional e internacional”.

“Quer-se uma cidade mais inclusiva, com mais oportunidades. Pelo que nós temos acompanhado nas nossas visitas à ilha, mas também através da comunicação social, a cidade está a realizar os seus sonhos”, realçou, pelo que explanou o poeta em como “Quando Deus quer, o Homem sonha, a obra nasce”.

Estas obras, considerou, vão ao encontro do crescimento e da explanação desta cidade e vão tornar a urbe mais competitiva, mais bonita e muito mais aprazível.

Segundo o chefe de Estado, essas obras vão permitir que haja mais oportunidades de investimentos e de crescimentos “muitos importantes e que vão permitir” que a cidade tenha mais vigor e muito mais vida na realização de eventos.

SR/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos