Fogo/Dia do Município: Nimosis e Badia de Fogo disputam este sábado a final da Corrida de Cavalos São Filipe’2022

São Filipe, 29 Abr. (Inforpress) – Os cavalos Nimosis e Badia de Fogo classificaram-se esta noite para a final da tradicional corrida de Cavalos São Filipe’2022, adiada para este sábado, no Hipódromo de São Filipe, ensombrada com a morte dos três equídeos.

Os dois cavalos foram os vencedores das duas séries da semifinal, com Nimosis, conduzido pelo jockey Suman Neves a conquistar o passaporte para a final, ao suplantar Furacão (segundo classificado) e Alderman.

Foi uma disputa arrepiante, em que o jockey de Furacão, Ivandro Rodrigues, caiu na pista em plena competição, pelo que teve de ser socorrido pela ambulância e transportado ao hospital, mas com o animal a cortar a meta sem o jockey heroicamente no segundo posto, prova realizada depois de duas falsas partidas.

Já o cavalo Badia de Fogo, também conduzido pelo Jockey Suman Neves, assegurou o direito de estar na final, ao bater na outra semifinal Harley, conduzido pelo Jockey Nelson Barbosa.

Dadas a dificuldade da organização em prosseguir com a prova, ainda mais agravada pela escuridão que já se fazia sentir, a final entre Badia de Fogo e Nimosi, ambos do proprietário foguense Salomão Amado, foi adiada para as 17:30 deste sábado.

A jornada de hoje foi marcada por momentos carregados de simbolismo e consternação dos apoiantes do hipismo, sobretudo dos proprietários, e começou com um minuto de silêncio em homenagem aos três cavalos que faleceram, depois de terem participado na primeira eliminatória desta prova, realizada na quarta-feira.

A competição desta tarde contou com um número significativo de espectadores, de entre o Presidente da República, José Maria Neves, e o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, entre outros membros do Governo.

Ao vencedor das tradicionais corridas de cavalos das festas do Dia do Município e da Bandeira de São Filipe 2022 será premiado com o montante de 500 contos, o dobro do valor da última edição.

Além do primeiro prémio, que passará de 250 para 500 contos, também os prémios de segundo e terceiro classificados duplicaram o seu valor, sendo que o segundo passará de 200 para 250 e o terceiro de 180 para 200 contos.

O valor referente ao quarto, quinto e sexto classificados mantêm-se inalteráveis em relação à última edição, nos montantes de 150, 130 e 100 contos respectivamente, assim como o prémio de participação que continuará sendo de 10 contos por cada cavalo que participa nas tradicionais corridas, uma das actividades que mobiliza milhares de pessoas.

Ao todo, só para o hipismo, o valor dos prémios ronda um milhão e 500 mil escudos, sem contar com os troféus que acompanham os prémios monetários.

SR/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos