Fogo: Dia da Liberdade celebrado com conversa aberta sobre democracia em Cabo Verde

São Filipe, 13 Jan (Inforpress) – O Dia da Liberdade e Democracia é celebrado, hoje, em São Filipe, com a realização de uma conversa aberta sobre “a democracia em Cabo Verde, volvidos 30 anos após o pluripartidarismo”.

Promovida pela câmara de São Filipe, a conversa aberta decorrerá nas instalações do Museu Municipal, tendo como oradores o professor de História na escola secundária Dr. Teixeira de Sousa, Almeida Louro, e o empresário Manuel António Andrade Gomes.

O programa de celebração de 13 de Janeiro, cuja abertura conta com a presença do presidente da câmara, Nuias Silva, contempla a realização de uma exposição de fotografias, pinturas e artesanatos de artistas plásticos como Paulo de Pina e Mário “Zelito Barbosa e música ao vivo no final com actuação de Yacine, Nenelo e Perivado.

A vereadora da Cultura, Turismo e Desenvolvimento Rural da câmara de São Filipe, Lia Barbosa, disse à Inforpress que a intenção era de organizar outras actividades, nomeadamente de carácter desportivo, mas que tal não aconteceu dado à situação de estado de calamidade a que o município e a ilha estão sujeitos neste momento.

Esta espera que com a redução de casos da covid-19, o estado de calamidade possa ser levantado e passando para a de contingência e que caso isso venha a verificar por ocasião do dia 20 de Janeiro, outro feriado nacional, possam ser realizadas mais actividades.

Já a autarquia dos Mosteiros elaborou um conjunto de actividades para celebrar o dia da liberdade e democracia, 13, e dos heróis nacionais, 20 de Janeiro, denominado de semana municipal da cidadania para promover a participação cívica dos munícipes, sensibilizar a população para as boas práticas ambientais nas localidades, incentivar o voluntariado jovem e a cooperação entre instituições sociais.

A semana municipal de cidadania inicia hoje com a campanha de limpeza na zona norte do município, uma actividade que está agendada para todas as localidades do município, mas contempla ainda a realização do primeiro encontro literário do ano “café com versos”, a socialização do projecto da ouvidoria municipal a líderes locais, assim como apresentação do regulamento interno do conselho local de opinião a ser criado em todas as localidades.

JR/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos