Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Fogo: Desassoreamento do cais de pesca será feito com equipamento de maior capacidade

São Filipe, 20 Jul (Inforpress) –  O desassoreamento do cais de pesca do porto de Vale dos Cavaleiros vai ser efectuado com recurso a equipamentos de maior capacidade, disse o ministro do Mar, Paulo Veiga.

O ministro do Mar que se encontra de visita à ilha para contactos com diversos profissionais e instituições do sector das pescas e proceder à entrega de alguns equipamentos, nomeadamente malas térmicas e arcas frigoríficas às peixeiras e peixeiros do município de São Filipe, disse que um equipamento próprio está sendo adquirido pela empresa privada para o efeito.

“Para o cais de pesca, que está assoreado, um equipamento próprio está sendo adquirido pela empresa privada, que é uma máquina de bombagem que consegue bombear mais de 400 metros de distância que é para colocar aqui no cais de pesca porque o barco de dragagem não consegue entrar porque o calado não é suficiente”, disse Paulo Veiga.

Veiga disse que o objectivo é poder bombar a areia e fazer um trabalho como deve ser para voltar a devolver ao cais de pesca a profundidade que tinha antes, permitindo o desenvolvimento da pesca através de embarcações melhores e da pesca semi-industriais que, na ilha do Fogo, ainda não existe devido à falta de infra-estruturas.

Além do cais de pesca, Paulo Veiga disse que a Enapor está a trabalhar no projecto de dragagem dos cais comerciais do porto de Vale dos Cavaleiros e que o barco está em standby para poder fazer a dragagem.

Paulo Veiga indicou que além do desassoreamento do cais de pesca as intervenções prometidas aquando da sua última visita continuam válidas e que as mesmas não foram implementadas porque a pandemia da covid-19 dificultou muito, mas que o seu ministério está a trabalhar para satisfazer os pedidos de motores, de embarcações melhoradas e da própria máquina de produção de gelo.

“Já falamos com a associação dos pescadores de São Filipe que está com algumas dificuldades em gerir a casa dos pescadores e vamos ver a forma de atribuir um subsídio para que possam arrancar tranquilamente e depois garantir a sustentabilidade necessária para explorar a casa dos pescadores”, indicou.

O ministro do Mar concentrou a sua visita de pouco mais de 24 horas, no município de São Filipe, mas prometeu que na primeira quinzena de Agosto irá efectuar uma visita mais alargada aos municípios dos Mosteiros e Santa Catarina para discutir as questões das pescas e da orla marítima.

Com o autarca dos Mosteiros vai também analisar a questão da construção do cais de pesca dos Mosteiros, e todo o resto que afecta a economia marítima, desde a pesca nesta região, além de encontros com associações, mergulhadores e peixeiras.

JR/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos