Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Fogo: Delegação do ICCA realiza fórum infanto-juvenil para assinalar a adopção da Convenção dos Direitos da Criança

São Filipe, 20 Nov (Inforpress) – A delegação do Instituto Cabo-verdiano da Criança e do Adolescente (ICCA) na ilha do Fogo realiza hoje um fórum regional infanto-juvenil para assinalar o aniversário da adopção da Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança (CDC).

O fórum regional no formato do chamado “parlamento infantil” conta com a participação de cerca de 40 adolescentes dos três municípios da ilha do Fogo, com idade superior a 12 anos, e a sua realização, segundo a delegada do ICCA, Samira Teixeira, enquadra-se também na comemoração do Dia Mundial da Criança.

Este ano, devido à situação de pandemia, o ICCA decidiu pela realização do parlamento infantil nas diferentes regiões/ilhas.

No caso da ilha do Fogo, os adolescentes vão analisar dois temas fundamentais para esta camada, nomeadamente a gravidez na adolescência e o ‘bullying’, temas que foram escolhidos de um conjunto de temas propostos pelos adolescentes nas diferentes escolas da ilha do Fogo.

A delegada do ICCA considerou de “extrema importância” os temas, salientando que se tem registado muitos casos de gravidez na adolescência a nível da ilha e com reflexo no abandono escolar e na interrupção dos sonhos de muitas raparigas.

Samira Teixeira admitiu que esta questão é cultural e que muitas mães tiveram filhos de forma precoce e acabam por acomodar-se com a situação, aceitando-a de forma natural, o que poderá servir de incentivo para que as adolescentes iniciem precocemente a vida sexual.

Por esta razão, a delegada do ICCA considera “feliz” a escolha deste tema para ser analisado durante o fórum.

Relativamente ao outro tema, salientou que há registos nas escolas de comportamentos desviantes e que muitas vezes com a sua extensão para a comunidade e a própria família, sublinhando que no caso de ‘bullying’, as vítimas acabam por auto excluir, perdem a vontade de ir à escola, bem como a desmotivação para os estudos.

A abertura do fórum foi presidida pelo presidente da Câmara Municipal de São Filipe, Nuías Silva, a delegada do ICCA, Samira Teixeira, e o delegado do Ministério da Educação, Emanuel Barbosa, estando os temas a cargo de dois professores.

A realização do fórum acontece uma semana depois de um jovem com cerca de 30 anos ter sido aplicado como medida de coacção a prisão preventiva por alegado abuso sexual de uma criança de quatro anos.

A delegada do ICCA avançou que mensalmente há registo de uma média de três a quatro casos de denúncia de abuso sexual e que em todos os casos, quer seja suspeito ou não, são encaminhados para o Ministério Público, para dar o devido seguimento.

No caso da semana passada, a mesma indicou que a vítima, que é uma criança de quatro anos, e a família estão a receber acompanhamento psicológico.

JR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos