Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Fogo: Consignadas as obras da primeira fase de requalificação dos arruamentos de São Filipe à empresa construtora

São Filipe, 20 Out (Inforpress) – As obras da requalificação dos arruamentos da cidade de São Filipe foram consignadas à empresa de construção civil, Elevo, vencedor do concurso público lançado pelo Ministério das Infra-estruturas, Ordenamento do Território e Habitação (MIOTH) em Outubro de 2019.

O presidente da Câmara Municipal de São Filipe, Jorge Nogueira, indicou na quinta-feira que o auto de consignação das obras referentes a primeira fase de requalificação do centro histórico de São Filipe foi assinado entre as Infra-estruturas de Cabo Verde e a empresa que ganhou o concurso.

O autarca observou que a mesma está, neste momento, a montar os estaleiros para o inicio das obras que tem a duração de 11 meses, contando da data da assinatura da consignação.

O edil avançou que o descerramento da placa será na segunda-feira, 23 de Março, e devia contar com a presença do primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, mas que devido a situação de pandemia de novo coronavírus, o acto será simbólico e não formal, apenas para assinalar o inicio das obras, podendo contar com uma representação do Ministério das Infra-estruturas.

O valor das propostas não podia exceder o preço base de 92 mil contos para esta primeira fase e, segundo Jorge Nogueira haverá uma fase subsequente que a autarquia está a trabalhar na elaboração do projecto para enviar ao Instituto de Património Cultural (IPC) que, conjuntamente com as Infra-estruturas de Cabo Verde fará o lançamento do concurso, observando que o valor das outras ficou abaixo da base indicada, situando ligeiramente acima dos 80 mil contos.

A requalificação dos arruamentos inicia-se pelo centro histórico da cidade de São Filipe, o núcleo populacional mais antigo de Cabo Verde, depois de Ribeira Grande (Cidade Velha) na ilha de Santiago e declarado em 2012, como “património nacional”, através da resolução 36/2012, de 21 de Junho, tendo sido inscrito quatro anos depois, na lista indicativa de Cabo Verde para Unesco.

JR/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos