Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Fogo: Câmara vai necessitar de três meses para selar actual lixeira a partir do desembolso da verba- Nuías Silva

São Filipe, 23 Nov (Inforpress) – O Serviço de Saneamento da Câmara de São Filipe necessita de três meses, após o desembolso do financiamento, para iniciar a selagem da lixeira que funciona a menos de 300 metros do hospital e de uma unidade hoteleira.

Esta informação foi revelada pelo presidente da Câmara Municipal de São Filipe, Nuías Silva, ao ser questionado se a desactivação e selagem da lixeira deixou de ser prioritária, após cumprir um ano de mandato.

“A questão da lixeira é prioritária porque é o maior passivo que temos no município. Já fizemos um trabalho extraordinário nesta matéria e era nossa ambição que o trabalho estivesse muito mais avançado”, disse o Nuías Silva.

A câmara, lembrou, celebrou um protocolo com o Governo, no montante de 40 mil contos, para construção do aterro controlado nas proximidades de Monte Genebra, o dobro do valor de um protocolo anteriormente celebrado.

“Neste momento a única coisa que estorva o arranque da obra é o desbloqueio da verba que foi solicitado há três meses”, concretizou o autarca.

Nuías Silva disse entender o atraso que surgiu devido à necessidade do visto prévio do Tribunal Contas, mas neste momento o problema “está ultrapassado” e o processo deve estar na fase de cabimentação.

Para acelerar o processo de desactivação da lixeira municipal, assim que for desbloqueada a verba, vai-se arrancar com a construção do acesso para permitir o transporte de lixo, mesmo sem a construção das outras componentes do aterro controlado.

A lixeira não permite mais lixo e o Serviço de Saneamento está a “desenhar um programa de retirada do lixo e transformar aquele passivo num activo ambiental”, sublinhando que se a desactivação era a prioridade, agora é “prioridade das prioridades”.

“Estamos próximo de atingir este processo”, referiu o autarca, para quem as críticas dos munícipes sobre a lixeira “são boas” e o próprio “não quer ver a lixeira como está”, reconhecendo que todos que criticam “têm razão” e a câmara vai fazer a selagem e deslocalização que será um momento comemorado por todos.

JR/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos