Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Fogo: Câmara doa um conjunto de manuais escolares à escola básica de Santa Filomena

São Filipe, 12 Mar (Inforpress) – A Câmara Municipal de São Filipe, através da vereação da educação, doou, quarta-feira, um conjunto de manuais escolares à escola básica de Santa Filomena que alberga os alunos da parte alta da cidade de São Filipe.

Na sua página na internet a autarquia de São Filipe indicou que a doação dos manuais tem o propósito de contribuir para a promoção do fortalecimento do processo de ensino/aprendizagem, mas sobretudo proporcionar aos alunos das famílias com maiores dificuldades oportunidades para enriquecimento cultural, social e intelectual.

Da lista dos manuais constam os de língua portuguesa, francesa e inglesa, de matemática, CVT, história e geografia de Cabo Verde.

A aquisição dos manuais escolares, na óptica da autarquia de São Filipe é uma das condições “sine qua non” para responder ao desafio de transformar a escola e os seus segmentos num espaço acolhedor e integrador, mas também contribuir para o melhoramento da eficácia interna da escola, reduzir as taxas de insucesso e abandono escolar.

Igualmente contribuir para uma abordagem personalizada e inclusiva do ensino através da promoção e criação de melhores condições para o processo ensino/aprendizagem.

A aquisição dos manuais doados à escola resultou de uma parceria entre a vereação da educação da câmara de São Filipe, a associação cabo-verdiana de Brockton e a associação Sol4community, prometendo a autarquia continuar a trabalhar para mobilizar mais parcerias para mais e melhor educação no município.

Além da doação dos manuais e a nível da educação, a vereação reuniu-se no início deste mês com as monitoras dos jardins infantis para fazer o balanço depois de um mês de reabertura.

Os jardins geridos pela autarquia de São Filipe estavam encerrados, na sequência da pandemia, durante oito meses e retomaram as suas actividades no dia 01 de Fevereiro.

Depois de inteirar-se dos desafios impostos pela situação de saúde pública, a vereadora da educação, Eva Spínola, concluiu que o resultado da abertura é “positivo” e os jardins estão a funcionar na normalidade com um total de 122 crianças, das quais 81 terminam este ano o pré-escolar.

JR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos