Fogo: Câmara de São Filipe e IPP celebram protocolo para realização da IX edição do diálogo estratégico

São Filipe, 25 Abr (Inforpress) – A Câmara de São Filipe e o Instituto Pedro Pires (IPP) assinaram hoje um protocolo visando a realização da IX edição do Diálogo Estratégico na cidade de São Filipe, sob o tema “São Filipe: Os próximos 100 anos”.

O protocolo com duração de três anos foi rubricado pelo presidente da câmara de São Filipe, Nuías Silva, e pela directora executiva do Instituto Pedro Pires para a liderança, Indira Pires.

Na ocasião, a directora executiva do IPP reconheceu que esse instituto tem vindo, de forma tímida, a realizar algumas actividades na ilha do Fogo, sobretudo na escola secundária Pedro Verona Pires (Ponta Verde), com a criação e implementação do núcleo de ciência e inovação.

O núcleo, explicou, foi criado para promover o conhecimento, desenvolvendo nos alunos o amor pelo conhecimento, cultivando a vontade de aprender através do conhecimento informal das ciências exactas, como tecnologia de informação, engenharia informática/programação, matemática, e retórica através de ciência da argumentação.

Para além do núcleo de ciência e inovação, o patrono do IPP tem também, nos últimos anos, doado livros à biblioteca da referida escola.

“Este protocolo com a câmara de São Filipe é mais um passo para a consolidação da presença do IPP na ilha do Fogo, criando condições para trazer a esta ilha, particularmente à cidade de São Filipe e aos seus munícipes, a possibilidade de participar em actividades e iniciativas promovidas pelo Instituto”, disse a directora executiva do IPP.

Quanto ao diálogo estratégico do IPP, o protocolo, segundo a mesma, representa para o Instituto e o seu patrono uma grande oportunidade e responsabilidade, prevendo a realização, em parceria com a autarquia, da IX edição do diálogo estratégico, sob o tema “São Filipe: Os próximos 100 anos”.

Esta edição, no dizer de Indira Pires, tem como principal objectivo levar a sociedade civil, autoridades municipais e sector privado local, a debater uma visão de futuro para São Filipe, num exercício que se pretende ser o mais realista e contextualizado possível, na perspectiva de que o resultado do debate possa desencadear e promover a abertura necessária para uma reflexão constante sobre a contribuição que se poderá esperar de São Filipe para o seu desenvolvimento, e da ilha do Fogo e para Cabo Verde, no geral.

A IX edição de diálogo estratégico prevê, à semelhança das edições anteriores, criar um espaço descomplexado de troca de opiniões e de respeito pelo contraditório.

Para o presidente da câmara de São Filipe, Nuias Silva, este acto reveste-se de uma importância estratégica para São Filipe porque funda-se em princípios importantes para o desenvolvimento e pensamento estratégico de São Filipe que é a capital de uma região.

O protocolo prevê uma série de eventos que a câmara pretende organizar em parceria com o IPP e disponibiliza para criar as condições logísticas e infraestruturais para que o IPP possa expandir para a ilha.

“A câmara tem entendido que a melhor forma de combater a pobreza e perspectivar o processo de desenvolvimento é através de capital humano”, referiu Nuías Silva, indicando que a sua câmara está a investir em vários sectores, desde o ensino pré-escolar a ensino universitário.

Nuías Silva indicou a título de exemplo que a câmara está a discutir, neste momento, a possibilidade de introdução de língua inglesa no pré-escolar, sublinhando que existe uma organização internacional que pretende apoiar na disponibilização de professores de língua inglesa e que o IPP pode surgir como parceiro estratégico.

Segundo o mesmo, a ilha do Fogo pode disponibilizar várias temáticas para os seminários, conferências e acções de formação ministradas pelo IPP, desde a área agroindustrial, cultural, festas tradicionais e outros aspectos ambientais, por ser uma ilha que é reserva mundial da biosfera e candidata a património mundial da humanidade.

O protocolo vai dar cobertura àquilo que a câmara pretende fazer no imediato, e a realização do diálogo estratégico em São Filipe poderá mobilizar jovens quadros, nacionais e na diáspora, para pensar a ilha do Fogo nos próximos 100 anos, partindo da retrospectiva daquilo que foram os 100 anos de São Filipe enquanto cidade.

“Este protocolo e a realização da IX edição do diálogo estratégico é uma prenda para a cidade de São Filipe, que influenciou, e muito, a vida do patrono do IPP”, disse Nuías Silva, sublinhando que a câmara vai criar as condições para que, na semana de 05 a 12 de Julho, se realize este diálogo estratégico.

JR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos