Fogo: BA-Cultura assina protocolo para apoiar financeiramente dez escolas e associações da ilha

São Filipe, 10 Mai (Inforpress) – O ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, preside hoje, o acto de assinatura de contratos para atribuição de apoio financeiro do Programa Bolsa de Acesso à Cultura (BA-Cultura) a dez escolas, associações e organizações não-governamentais.

A cerimónia da assinatura acontece na cidade de Cova Figueira, município de Santa Catarina do Fogo, e contempla ainda a entrega de instrumentos a dez escolas, associações e ONG da ilha, sendo duas do município de São Filipe, três de Santa Catarina do Fogo e cinco dos Mosteiros.

Em nota de imprensa, o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas (MCIC) explica que a assinatura do contrato insere-se no âmbito do apoio ao financiamento de escolas de ensino artístico na ilha do Fogo, sublinhando que o programa BA-Cultura conta com 133 alunos bolseiros, dos quais 48 são do sexo feminino e 85 do sexo masculino, num montante global de aproximadamente 1.300 contos.

A assinatura dos contratos será efectuada entre a coordenadora do BA-Cultura, Indira Monteiro Lima, e as respectivas escolas dos três municípios da ilha do Fogo.

As escolas de Música Beltches e de Bokarrom, Sociedade Unipessoal (São Filipe), Associação Escola de Dança Nova Geração, Associação Escola de Música Ritmo de Burkan e Associação Juvenil Nova Geração (Santa Catarina do Fogo) e as escolas “Minis de Relva” (Relva), de Arte Plástica e Reciclagem (Pai António), Cordas e Músicas, “Gran di Café” e “Kutel’Arte Música” (Mosteiros), são as benificiárias.

O programa BA Cultura tem como foco o apoio à criação, produção e difusão das artes, bem como a necessidade de consolidação, dinamização e desenvolvimento sustentado das actividades artísticas.

Neste sentido, o Governo, através do MCIC, estabeleceu o regime de atribuição de apoio financeiro às entidades que exercem actividades de carácter profissional de criação, design, artes criativas, artes plásticas, dança, fotografia, música, teatro e linguagem corporal.

Segundo a nota de imprensa, este é um programa de cariz artístico-cultural que visa uma política activa de financiamento de actividades múltiplas, sejam elas aulas artísticas, oficinas-aulas ou ligadas às indústrias criativas, promovidas por escolas particulares, associações ou organizações não-governamentais e tem como base o financiamento das propinas dos alunos com baixo poder económico, para a frequência de aulas de arte, desde ateliê e workshops de pintura, dança, música e teatro e dar sustentabilidade às pequenas escolas de ensino artístico.

Durante a cerimónia de assinatura do contrato haverá uma exposição da Associação para Desenvolvimento Comunitário de Pai António, através da escola de arte plástica e reciclagem, actuação dos alunos da associação escola de dança Nova Geração e dos alunos da escola Cordas e Música e da escola Bokarrom.

JR/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos