Fogo: Ateliê para elaboração da estratégia regional Fogo/Brava decorre esta semana em São Filipe

São Filipe, 02 Nov (Inforpress) – Os membros das plataformas para o Desenvolvimento Local e Objectivos 2030, dos municípios do Fogo e Brava, reúnem-se de 03 a 05 do corrente mês, em São Filipe, para a elaboração da estratégia regional para as duas ilhas.

A iniciativa, que é a primeira estratégia regional de Cabo Verde, tem por objectivo identificar as principais acções, visando promover o desenvolvimento económico, social e criação de emprego na região Fogo/Brava.

Uma das formas de promover este desenvolvimento passa pela transformação do Gabinete de Desenvolvimento Regional (GDR) numa Agência de Desenvolvimento Regional, actualmente em curso.

O Programa das Plataformas para o Desenvolvimento Local e Objectivos 2030 em Cabo Verde, é gerido pela Unidade de Desenvolvimento Local (UDL) do Ministério das Finanças e pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), contando com o financiamento do Grão-Ducado do Luxemburgo, propondo melhorar a coordenação e gestão dos processos de desenvolvimento local e da planificação estratégica.

A Associação dos Municípios do Fogo e da Brava, através do GDR, está implementando o projecto regional, através da reestruturação do gabinete, criando as condições físicas e capital humano para que consiga responder aos desafios actuais imposta pela crise causada pela pandemia da covid-19, que se impõem aos municípios, e aproveitar “as potencialidades endógenas para alavancar o desenvolvimento” socioeconómico da região.

No quadro do programa das plataformas, vários projectos foram implementados ou estão em curso na região, sobretudo no sector das pescas, destacando-se a construção da Casa dos Pescadores (Mosteiros e Santa Catarina), o fabrico de embarcações de pescas de melhor qualidade e capacidade (São Filipe), de entre outras.

A reestruturação física do edifício que alberga o GDR está na sua fase final, estando neste momento a ser concluída a pintura do próprio edifício, depois de intervenção para a sua remodelação.

De entre outros, este espaço vai albergar o primeiro laboratório de análises de vinho, águas e outros produtos da ilha do Fogo, o que no dizer das autoridades locais, representa um “salto qualitativo” naquilo que se pretende em relação aos produtos da ilha do Fogo.

JR/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos