Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Fogo/Ano Lectivo: Delegado anuncia “condições necessárias criadas” para o início das aulas “na normalidade”

São Filipe, 02 Set (Inforpress) – O delegado do Ministério da Educação no município de São Filipe, Emanuel Barbosa, disse hoje que estão “criadas as condições necessárias” para o início das aulas, a partir do dia 13, “dentro da normalidade”.

O delegado, que falava em conferência de imprensa sobre a previsão para o início do ano lectivo 2021/22, que decorre sob o lema “Resiliência e confiança para uma educação de qualidade”, indicou que as actividades de preparação e organização foram executadas “com sucesso”, com mapas, horários e distribuição da carga horária professores por escola/agrupamento elaborados.

No município de São Filipe, a previsão aponta para se iniciar o ano lectivo com 5.549 alunos do pré-escolar ao 12º ano de escolaridade, sendo 753 no pré-escolar, distribuídos por 27 infantários, 3.580 no ensino básico obrigatório e 1.216 no ensino secundário, totalizando 225 turmas distribuídos por 25 escolas dos quatro agrupamentos existentes.

Para este ano lectivo, o município contará com um total de 273 professores e, segundo o delegado do Ministério da Educação, vai-se iniciar o ano lectivo com a classe docente completa, já que as necessidades foram colmatadas.

Isto porque, continuou, a delegação já recebeu 23 professores novos, dos quais 14 para o ensino básico obrigatório, e nove para o ensino secundário, sendo quatro para a Língua Francesa, dois para Língua Inglesa e um para as disciplinas de História, Direito e Língua Portuguesa.

O ano lectivo que vai funcionar ainda condicionada pelos impactos da covid-19 contará com aulas presenciais e a tempo integral e com a carga horária completa, com os professores, funcionários e alunos vacinados ou com testes negativos a cada duas semanas.

Emanuel Barbosa disse que 84 por cento (%) do corpo docente e 90% dos funcionários estão vacinados com pelo menos uma dose e que a delegação está a intensificar articulação com a Delegacia de Saúde para a conclusão da primeira fase de vacinação dos agentes educativos.

Esta é a razão pela qual dois postos de vacinação estão abertos nas duas escolas secundárias (Ponta Verde e São Filipe) para vacinação dos alunos com idade superior a 18 anos.

Quanto aos manuais do ensino básico obrigatório, do primeiro ao oitavo anos, estão disponíveis nos pontos de venda, correios e livrarias, com excepção de dois manuais do oitavo ano, nomeadamente Língua Portuguesa e Matemática, que deverão ficar prontos no final do mês, apontando que este ano lectivo mais de 500 alunos serão beneficiados com kits escolares.

Emanuel Barbosa apontou ainda que as actividades de planificação pedagógica já dispõem de cronogramas de reuniões de planificação e incluem um conjunto de formação à distancia, apontando ainda a existência de plano de recuperação das aprendizagens com um conjunto de medidas.

A mesma fonte apontou ainda que os géneros alimentícios de base estão no município e que as cantinas escolares estão em condições de iniciar o fornecimento da refeição a partir do primeiro dia de aulas.

Quanto ao transporte escolar, a delegação está a articular com a Câmara Municipal de São Filipe no sentido de garantir o seu funcionamento, a partir do dia 13 de Setembro, coincidindo com o início das aulas.

No que se refere às infra-estruturas e equipamentos escolares, o delegado indicou que “houve um plano de manutenção das infraestruturas escolares e haverá reforço das medidas e dos meios de contenção da propagação da covid-19 nas escolas”.

Segundo o mesmo, foram concluídas as obras de reabilitação de cozinhas e casas de banhos das escolas de Cabeça do Monte, São Domingos, Galinheiro e Curral Grande, pintura de algumas escolas e conserto de equipamentos.

“A maioria das escolas estão em condições de funcionamento e as escolas que carecem de reabilitação profunda como a de Pedro Cardoso (cidade), Ponta Verde, Italiano e de Curral Grande (interior) fizemos intervenções na melhoria das condições para garantir o arranque de aulas”, finalizou o delegado.

JR/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos