Fogo: Águabrava inicia campanha de prospecção de cinco furos

São Filipe, 02 Mai (Inforpress) – A Empresa Intermunicipal de Águas (Águabrava) iniciou hoje uma campanha de prospecção de água subterrânea com a execução de cinco furos, sendo dois na zona sul, dois na zona norte e um em Chã das Caldeiras.

A campanha de perfuração, que começou pela zona norte, inscreve-se no quadro do plano de acção da Águabrava, tendo o conselho de administração autorizado a empresa a contrair um empréstimo bancário no valor de 90 mil contos para financiamento de algumas actividades, de entre as quais a execução dos cinco furos.

Segundo o administrador/delegado da Águabrava, Rui Évora, a iniciativa visa reforçar a capacidade de abastecimento de água à população, seja para o consumo humano, como para atender os pedidos pendentes para sectores da agricultura e pecuária, estando neste momento mais de 130 pedidos pendentes só para a ligação de água para rega.

Satisfazer a demanda para rega, segundo a mesma fonte, pressupõe um aumento da capacidade de disponibilidade de água em mais 160 metros cúbicos/dia.

Com a conclusão da execução dos cinco furos, a Águabrava prevê aumentar a disponibilidade de água em mais 15 a 20 por cento (%).

Dos cinco furos, dois serão localizados na zona norte do município de São Filipe, no sítio conhecido por Tamarinho Nhá Loba, outros dois na parte sul do município de São Filipe, na localidade de Sebastião Dias.

O quinto furo será localizado em Chã das Caldeiras, município de Santa Catarina do Fogo, entre Boca Fonte e Portela, tendo os trabalhos, que estão a cargo de uma empresa contratada por concurso público, iniciado pela zona norte, seguindo depois para a zona sul e Chã das Caldeiras.

A meta com a realização dos furos, segundo Rui Évora, é mobilizar 700 a 750 metros cúbicos de água/dia, cerca de 265 mil metros cúbicos de água/ano, correspondendo a 19% do volume anual explorado em 2020.

O concurso implica, além das perfurações, os respectivos ensaios de bombagem assim como a avaliação de todos os parâmetros físico-químicos e bacteriológicos.

Além da Águabrava, vários outros operadores económicos e instituições, entre eles a Igreja Nova Apostólica através de uma organização de caridade, pretendem realizar projectos de prospecção de água para as suas próprias actividades.

JR/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos