Fogo: Acarinhar inicia em Junho projecto piloto para identificar crianças com paralisia cerebral

Cidade da Praia, 19 Abr (Inforpress) – A Associação das Famílias e Amigos das Crianças com Paralisia Infantil (Acarinhar) vai iniciar na ilha do Fogo, de Junho a Setembro, um projecto piloto de avaliação terapêutica para identificar o tipo de paralisia cerebral existente na ilha.

Segundo a presidente da Acarinhar, Teresa Mascarenhas, o objectivo é identificar as zonas onde vivem estas crianças, como vivem e de que apoio necessitam, visando com isso saber as verdadeiras necessidades das famílias e crianças com paralisia cerebral.

“A intenção é deslocar-se à ilha com vários profissionais para podermos em colaboração com o núcleo já formado conseguir dar respostas às famílias e crianças portadoras de deficiência”, disse.

A associação, segundo a sua presidente, vai levar à ilha do Fogo uma equipa multissectorial para a realização da jornada terapêutica que visa identificar famílias e crianças com paralisia infantil.

A associação, que conta com um registo, a nível nacional, de cerca de 300 crianças com paralisia cerebral, foi constituída a 15 de Abril de 2007 e está a aproveitar a comemoração do seu 12 aniversário para empossar e dar maior competências aos quatro núcleos criados na ilha do Fogo e Boa Vista.

A intenção, conforme Teresa Mascarenhas, é fazer com que estes núcleos entrem em funcionamento para poderem dar respostas a nível das outras ilhas, uma vez que só assim a Acarinhar poderá chegar a todas as crianças e famílias com paralisia cerebral.

PC/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos