Foco da parceria UE-Cabo Verde é a recuperação com crescimento verde e inclusivo

Lisboa, 29 Jun (Inforpress) – A União Europeia e Cabo Verde concordaram hoje, no final da 11.ª reunião sobre a parceria especial, que o foco do programa bilateral até 2027 deve estar na recuperação económica, com um modelo de crescimento verde e inclusivo.

“Os parceiros concordaram que o foco [da evolução da Parceria Especial na disposição da futura cooperação] deve ser dado ao apoio à recuperação socioeconómica com base num modelo de crescimento verde e inclusivo”, lê-se na nota de imprensa divulgada no final da reunião que decorreu esta tarde em Lisboa.

A 11ª reunião sobre a Parceria Especial UE-Cabo Verde realizou-se em Lisboa, esta tarde, tendo sido co-presidida pelo ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Augusto Santos Silva, representando o Alto Representante da União Europeia para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança, Josep Borrell, e pelo seu homólogo dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Integração Regional de Cabo Verde, Rui Alberto de Figueiredo.

As duas partes “reiteraram o seu forte empenho num diálogo político reforçado no âmbito da parceria especial”, falaram da insegurança na região do Sahel e sublinharam “a importância estratégica do Golfo da Guiné e a necessidade de abordar também os desafios da segurança marítima”, aponta-se ainda no texto.

“A UE elogiou Cabo Verde pelo seu empenho em atingir 50% das energias renováveis até 2030, bem como pelo objectivo nacional de erradicação da pobreza extrema, vertidos na estratégia nacional “Ambição 2030”, e destacaram “a boa cooperação em Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) e na área digital, nomeadamente em infra-estruturas e estruturas refutatórias.

A próxima reunião ministerial entre a União Europeia e Cabo Verde vai ter lugar em 2022, na Cidade da Praia.
Inforpress/Lusa/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos