FICASE defende criação de lei de bases que regule o financiamento do ensino superior

 

Cidade da Praia, 10 Nov (Inforpress) – O presidente da Fundação Cabo-verdiana de Acção Social Escolar (FICASE), Albertino Fernandes, defendeu hoje na Cidade da Praia a necessidade de se criar uma lei de bases de financiamento do ensino superior em Cabo Verde.

O responsável falava aos jornalistas à margem da cerimónia de encerramento do Fórum Nacional de Educação (FNE), que decorreu na Cidade da Praia entre os dias 08 e 10 de Novembro, sob o lema “Por uma visão contemporânea da educação” e que teve “A qualidade do ensino superior e a valorização do ensino técnico/profissional” como um dos temas em discussão.

“Há necessidade imperativa de se criar uma lei de bases de financiamento do ensino superior, que integra a alimentação de fundo de financiamento, através de bolsas reembolsáveis, de forma a garantir a sustentabilidade no financiamento e alargar a base de beneficiários”, afirmou, lembrando que, neste momento, a bolsa de estudo cobre apenas a propina, sendo que a proposta é alargar aos custos inerentes a todo o processo.

O Governo reconhece que o acesso ao ensino superior é extremamente desigual, de acordo com diferentes contextos socioeconómicos, mas realça que o seu programa para 2016-2021 prevê a educação superior como um eixo estratégico para o desenvolvimento do Estado, fazendo com que este possa se tornar competitivo com universidades públicas de alta qualidade.

De acordo com a análise do sector, 60% das instituições de ensino superior são privadas, no entanto em termos de população estudantil, a universidade pública tem absorvido a maior parte dos alunos que frequentam o estudo superior em Cabo Verde.

As famílias contribuem com 60% dos custos no financiamento dos estudos universitário, por isso, a necessidade de se encontrar opções e mecanismos para financiar os estudos para estudantes de famílias de baixo rendimento económico, bem como reforçar e controlar a gestão dos recursos financeiros nas instituições de ensino superior.

Nos três dias do encontro, o fórum que reuniu intervenientes ligados ao sector da educação para debater o futuro do sistema educativo em Cabo Verde, teve também em agenda o debate sobre “Acesso universal à educação”, a “Excelência do sistema educativo”.

O encontro, que contou com a apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), tinha como propósito, divulgar os métodos da implementação do Plano Estratégico da Educação 2017-2021.

O encerramento do evento que decorreu nas instalações da Universidade Jean Piaget de Cabo Verde esteve a cargo do ministro dos Assuntos Parlamentares e da Presidência do Conselho de Ministros, Fernando Elísio Freire, na presença da ministra da Educação e da Inclusão Social, Maritza Rosabal.

DR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos