Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Festa da morna online é proposta da Sociedade Cabo-verdiana de Música para celebrar a morna

Mindelo, 11 Dez (Inforpress) – A Sociedade Cabo-verdiana de Música (SCM) comemora o 1º aniversário da elevação da morna a património cultural e imaterial da humanidade, assinalado hoje, com interpretações online de vários artistas cabo-verdianos.

Os membros da SCM, de acordo com uma nota enviada à Inforpress, decidiram homenagear a morna e a celebração desta “data tão especial” com uma “linda surpresa”, com vídeos de artistas residentes nas diferentes ilhas e na diáspora, produzidos em “ambientes espontâneos” para interpretação de mornas de autores e compositores da sua eleição.

A iniciativa denomina-se “Festa da morna online” e já está a ser divulgada na página da SCM na rede social Facebook, contando com nomes como Homero Fonseca, Cláudia Sofia, Tó Alves, Rosa Borges e Vanessa Delgado, entre outros.

A SCM também realiza hoje uma palestra online interactiva, que será ministrada pelo professor Henrique Oliveira (Djick), sob o tema “Mornas clássicas da Brava e de São Vicente”, a partir das 17:00, também na página do Facebook da instituição.

A sociedade de música aproveitou ainda para dar os parabéns a Cabo Verde e a todos os que fazem parte do “mágico mundo da morna, muito especialmente os autores, compositores, intérpretes, executantes, produtores musicais, investigadores, musicólogos e professores de música”.

“Que vêm ao longo da história da nossa existência, abraçando e partilhando a nossa identidade, através deste género musical que encanta a nação cabo-verdiana e que conquistou o Mundo”, ressaltam os responsáveis.

A morna, considerada o género musical mais emblemático de Cabo Verde, foi declarada património da humanidade a 11 de Dezembro de 2019, durante a 14ª reunião anual do Comité Intergovernamental para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), que decorrer em Bogotá, na Colômbia.

O ministro da Cultura e Industrias Criativas, Abraão Vicente, foi quem representou o Governo e foi a Bogotá acompanhado pela cantora Nancy Vieira e pelo multi-instrumentista Manuel de Candinho, que interpretaram “Sum Sabia”, uma morna popular.

O tema “Sodade”, interpretado por Cesária Évora, foi um dos que mais contribuiu para a mundialização da morna.

LN/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos