Feira Criativa: Mulheres exibem suas artes e perspectivam “boa venda”

Cidade da Praia, 15 Mar (Inforpress) – As mulheres expositoras da Feira Criativa exibem, de hoje a 27 de Março, no Palácio Ildo Lobo, na Praia, suas artes, mostrando as potencialidades e criatividades das mulheres, perspectivando “boa venda”, valorização e promoção do trabalho da mulher.

A artista plástica Sónia Lopes adiantou à Inforpress que para a feira apostou na colecção de quadros de pintura abstracta de mulheres nas suas diversas versões, mulheres sonhadoras, mulheres melancólicas, eufórica e feliz.
Levou também para a exposição produtos distintos, nomeadamente, bijutarias, almofadas, canecas personalizadas, bolsas e mobílias (cadeiras, mesas e bancos).

Segundo Sónia Lopes, o objectivo do seu projecto é fazer a arte chegar a todos, por isso salientou que há peças cabem em todos os bolsos.

A iniciativa, sublinhou, está a ser de troca de experiência, e de apoio às vendas, frisado que as mesma está a decorrer “bem” e espera que os quinze dias de feira sejam propícios para os negócios.

Terrário e outras plantas ornamentais são as especialidades da expositora Tany Cristina dos Reis, que tem na sua exibição variedades de plantas.

À Inforpress explicou que, apesar de ser o primeiro dia da feira, ela já teve ganhos, não tendo por isso “nada para se queixar”.

Tany Cristina assegurou, igualmente, que a feira está a ser “gratificante”, e que é uma “grande” oportunidade de as mulheres mostrarem suas potencialidades e criatividades, classificando a iniciativa de “excelente”.

Com a feira, Cristina espera que haja mais valorização e promoção de trabalho das mulheres, e que as vendas venham a ser ainda melhor.

Por seu turno, a artesã Ana Marta Clemente avançou à Inforpress que a sua aposta tem sido nos produtos da sua marca “Dez Grãozinhos de Terra”, feitos de barro e de diferentes materiais (couro, fibra de bananeira, sisal etc.,).
Dos seus produtos, destacou colares, candeeiros, pratos, tendo considerado, por outro lado, a iniciativa da feira “muito importante”, sobretudo para as pessoas que ainda não têm lojas físicas que permitam contacto com clientes.

Apesar de a feira contar com a participação de alguns homens, ressaltou que a mesma reúne um conjunto de mulheres criativas, apontando de forma clara quais as potencialidades que as mulheres têm e a diversidade de coisas que podem fazer.

As vendas, para ela, ainda estão fracas, mas acredita que no decorrer dos dias, possam melhorar.

A feira criativa decorre a partir desta segunda-feira, 15, até 27 de Março, no Palácio da Cultura Ildo Lobo, no âmbito das comemorações de Março, mês da Mulher e do Dia da Mulher Cabo-verdiana e visa demonstrar a resiliência das mulheres durante este tempo de pandemia.

TC/JMV
Inforpress/ Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos