FECAD pede oportunidade para que as pessoas com deficiência sejam incluídas na sociedade

Cidade da Praia 03 Dez (Inforpress) – O membro da direcção da Federação Cabo-verdiana das Associações das Pessoas com Deficiência (FECAD), Marciano Monteiro, pediu hoje igualdade de oportunidades para que as pessoas com deficiência sejam incluídas na sociedade.

Marciano Monteiro, que é também presidente da Associação dos Deficientes Visuais de Cabo Verde (ADEVIC), falava à Inforpress no âmbito do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, que se assinala hoje, e que ficou marcada, na cidade da Praia, pela realização de uma marcha de sensibilização.

Aquele responsável considera que mesmo com limitações ou com deficiência, todo indivíduo tem uma contribuição a dar para desenvolvimento do país.

“Por isso pedimos igualmente oportunidade, sobretudo para que as pessoas sejam incluídas na nossa sociedade. Igualdade de oportunidade em todos os aspectos da vida, igualdade de oportunidade à educação, à saúde, à informação, à formação e ao emprego”, precisou.

Marciano Monteiro salientou que o trabalho de inclusão não tem sido fácil, sobretudo, devido aos parcos recursos, mas ainda assim adiantou que e FECAD e as associações têm estado a trabalhar através das parcerias e financiamento de projectos com alguns ganhos visíveis para a melhoria da vida das pessoas com deficiência.

Para assinalar esta data, para além da marcha que percorreu a Avenida Cidade de Lisboa, partindo da rotunda centro social 1º de Maio, na Fazenda, até ao largo do Estado da Várzea, foi realizado um leque de actividades com destaque para o fórum “Informar para empoderar: por uma cidadania activa”, que teve lugar na tarde de sexta-feira, 02, na Assembleia Nacional.

Ao longo da semana finda foram igualmente promovidas várias sessões de sensibilização da comunidade educativa, cujo objectivo é fomentar a existência de um ambiente propício à inclusão de pessoas com deficiência, isto no quadro projecto de Promoção da Inclusão de Crianças e Jovens com Deficiências Neurológicas em Cabo Verde, financiado pela União Europeia, co-financiado pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua.

Marciano Monteiro destaca o envolvimento de diversas instituições como a Comissão de Coordenação de Combate à Sida (CCS sida), que produziu um folheto informativo em braile para as pessoas cegas, com informações sobre a prevenção do VIH Sida e ICIEG promoveu uma formação sobre a lei VBG e lei da paridade e fez a entrega de material escrito também em braile para as pessoas cegas.

O Dia Internacional das Pessoas com Deficiência é celebrado anualmente a 03 de Dezembro, com o objectivo de promover os direitos e bem-estar das pessoas com deficiência, na sociedade e a sua participação nos vários domínios social, cultural, económico e político.

MJB/JMV
Inforpress/fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos