FCF quer aproveitar a deslocação de PR à Holanda para oficializar cooperação com a federação holandesa (c/áudio)

Cidade da Praia, 07 Nov (Inforpress) – A Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF) quer aproveitar a visita do Presidente da Republica (PR), Jorge Carlos Fonseca, em Dezembro próximo à Holanda, para concretizar a cooperação com a Federação Holandesa de Futebol (KNVB).

Mário Semedo fez esta revelação à saída de uma audiência com o Presidente da República, em que revelou a possibilidade de a FCF integrar a delegação presidencial, para “poder fechar este dossiê”.

O líder federativo avançou que a federação holandesa vai já financiar em finais deste mês uma acção de formação para treinadores, em Cabo Verde, tendo sublinhado a possibilidade da assinatura de um protocolo com a KNVB no quadro da visita de Jorge Carlos Fonseca àquele país europeu.

O líder federativo destacou a relação “muito boa” com o chefe de Estado, do ponto de vista institucional, mas também “enquanto homem do futebol que se interessa pela modalidade”, pelo que quer aproveitar a visita do mais alto magistrado da Nação, para a criação do Núcleo da Federação Cabo-verdiana de Futebol na Holanda, já que os contactos já estão encetados para a formalização desta iniciativa.

Durante a audiência, Mário Semedo disse ter abordado com o Presidente da República a possibilidade de cooperação com o Principiado do Mónaco, alegando que durante a sua visita a Cabo Verde o Príncipe do Mónaco Alberto II manifestou “toda a disponibilidade” em apoiar o futebol cabo-verdiano e a selecção nacional.

“Retomamos este processo agora, com o Presidente da República, para que possamos vir a beneficiar dessa cooperação”, elucidou Semedo, que aproveitou a ocasião para fazer o ponto de situação do futebol feminino, cuja selecção nacional, recentemente criada, fará o seu primeiro jogo oficial a 16 de Novembro na recepção à Guiné Bissau.

A audiência foi, ainda, marcada pela informação sobre a época desportiva finda e perspectivas, assim como projectos a serem desenvolvidos nos próximos tempos e, naturalmente pelas informações detalhadas sobre o próximo jogo da selecção masculina com Uganda, em Kampala, no dia 16, decisivo para as aspirações de Cabo Verde atingir o Campeonato Africano das Nações, CAN’2019.

Mário Semedo disse que a FCF conta com o apoio institucional e pessoal do chefe de Estado para este “grande embate em Kampala”, consciente de que “será sempre um jogo decisivo para Cabo Verde, como está sendo decisivo o primeiro jogo com Uganda em Cabo Verde”.

“Todo o nosso posicionamento no grupo L, infelizment, está a depender, negativamente, do jogo que se fez em Cabo Verde com Uganda em que perdemos (primeira jornada)”, concretizou Semedo.

SR/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos