Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

“Evel Rocha” volta a colocar mais uma pedra no edifício literário com “Cisne Branco”

 

Espargos, 08 Jul (Inforpress) – O escritor “Evel Rocha” lança esta tarde e em primeira mão, a sua mais recente criação literária, intitulada “Cisne Branco”, numa cerimónia integrada na programação do Festival Internacional de Literatura-Mundo, que decorre no Sal, há três dias.

A apresentação sob a responsabilidade de Fátima Fernandes, acontece logo à tarde, a partir das 18:30 num dos hotéis da cidade turística de Santa Maria.

Em declarações à Inforpress, o autor Ildo Rocha que adopta o pseudónimo, “Evel Rocha” explica que “Cisne Branco” retrata a estória de uma jovem que tenta fugir à miséria da sua ilha, a ilha do Sal, o meio onde ela vive, tenta triunfar-se de todas as formas, consegue até fazer uma formação superior, mas nunca consegue libertar-se da miséria moral.

Trata-se de um romance com cerca de 230 páginas. Escrito, disse, num espaço de cinco meses.

“Esta é uma obra que me deu muito prazer em escrever por ser escrito no feminino e por retratar a realidade da sociedade”, manifestou.

Questionado sobre a razão do título, Evel Rocha disse que o nome é simbólico, entretanto, a personagem do livro, uma jovem que procura por todos os meios renascer e vencer ao domínio dos preconceitos e da masculinidade, vê no cisne a sua própria imagem.

“O desejo de ‘voar’ bem alto e, não podendo, tenta redimir-se no canto do cisne a sua última oportunidade de realizar seu sonho. Apesar de ser ficção, é uma história baseada na vida real”, conta o escritor e ex-vereador da Cultura da Câmara Municipal do Sal.

Evel Rocha é considerado um poeta portador de valores como o amor, a verdade, a justiça, a injustiça (…), enfim uma escala de valores que diz respeito à condição humana.

Para além do “Cisne Branco” que agora dá à estampa, o escritor tem mais dois livros prontos a serem publicados, sendo um de ensaio, que é “Parceria escola e família”, resultado da tua formação académica onde apresentas a tese de que há formas de melhorar o relacionamento entre a escola, família e comunidade, e “A Tragédia de Morro-Leste”, um livro que fala sobre o preconceito racial, sobretudo das desigualdades sociais que se vive em Cabo Verde.

Evel Rocha nasceu na ilha do Sal, é bacharel em teologia, licenciado em Psicologia Educacional, mestre em Psicologia Counseling, pós-graduado em Desenvolvimento Local e Comunitário, e mestre em supervisão pedagógica.

SC/FP

Inforpress/Fim

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos