Estudantes da universidade Jean Piaget venceram a 5ª edição do Start-Up Universitário com o projecto “Cidade Segura”

Cidade da Praia, 07 Abr (Inforpress) – Três universidades do país (Jean Piaget Praia, Uni-CV Mindelo e Universidade Santiago Assomada) venceram a 5ª edição do Start-Up Universitário com os projectos “Cidade Segura”, “Moringa Terra” e “Bu Lar”, classificando-se, respectivamente, em primeiro, segundo e terceiro lugares.

Na edição em que participaram 89 candidatos, sendo 48 dos pólos universitários de Santiago e 41 do Mindelo, o primeiro classificado coube a dois estudantes da Universidade de Jean Piaget da Praia, com o projecto “Cidade Segura”, que consiste na produção de uma câmara inteligente que reconhece e regista imediatamente a figura que por ela se passa.

A intenção, explicam os vencedores, é fazer com que Cabo Verde seja mais segura e para isso resolverem recorrer à tecnologia para produção de uma câmara inteligente visando apoiar a segurança do país.

O projecto obteve um prémio no valor de quinhentos mil escudos destinados à fase da constituição da empresa e acesso, sem concurso, à Incubação na Rede Nacional de Incubadoras (RENI) ou incubadoras de instituições parceiras da ADEI e Um kit tecnológico no valor de 100 mil escudos oferecido pela CV Móvel.

Já o segundo vencedor, o projecto “Moringa Terra”, é uma ideia de negocio que visa a plantação da Moringa para produção de produtos consumíveis que possa ser comercializado na Europa.

O projecto “Bu Lar”, da Universidade de Santiago, tem como missão a criação de uma residência para acolher os jovens que vão a Assomada estudar para que possam ter conforto para realizarem os seus estudos.

O segundo classificado foi presenteado com um prémio no valor de trezentos mil escudos, enquanto que o terceiro seleccionado recebeu duzentos mil escudos. As duas equipas receberam um kit tecnológico oferecido pela CV Móvel.

O concurso “Start-Up Universitário” visa avaliar e premiar ideias e planos de negócios, e constitui uma importante ferramenta de apoio ao empreendedorismo com vista à criação de um sector privado forte e gerador de emprego qualificado.

Tem como público-alvo os universitários que se encontram no último ano de licenciatura bem como os recém-licenciados (1 ano).

O concurso já vai na sua 5ª Edição, fruto de uma “parceria exemplar” entre a ADEI e o Ministério da Educação, iniciada no ano lectivo de 2012/2013, renovada anualmente com a participação de todas as universidades no concurso.

PC/JMV

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos