Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Estoque de investimentos da China em África ultrapassa 47 bilhões de dólares, diz relatório

Shanghai, 9 set (Inforpress) – O estoque de investimento da China em África aumentou de 210 milhões de dólares para 47,35 bilhões de dólares desde o estabelecimento do Fórum de Cooperação China-África em 2000, de acordo com um relatório divulgado nesta quinta-feira.

Com base na avaliação da China sobre a escala econômica, estrutura industrial, vitalidade do investimento, factores de risco, ambiente e potencial de investimento de 54 países africanos, o relatório publicado pela Universidade de Negócios e Economia Internacionais de Shanghai resumiu os principais factores que influenciarão o investimento em África e suas tendências futuras.

Segundo o relatório, as empresas chinesas fizeram grandes contribuições para a industrialização, estabilidade social e prosperidade econômica da África, ao melhorar a transferência de tecnologia, fortalecer a aquisição local e proporcionar oportunidades de emprego.

O relatório mostrou que, até 2019, a China havia investido em 52 dos 54 países africanos.

Em termos do estoque de investimento, África do Sul, República Democrática do Congo, Angola, Zâmbia, Etiópia, Nigéria, Gana, Argélia, Zimbábue e Quênia foram os 10 principais países, respondendo por 63% do estoque de investimento directo da China em África.

O relatório observou que o surto da covid-19 não afectou o panorama da cooperação econômica entre a China e a África, mas, em vez disso, inspirou a China e os países africanos a se unirem para superar as dificuldades.

As estatísticas mostram que o investimento directo da China na África cresceu de 2,71 bilhões em 2019 para 2,96 bilhões de dólares em 2020, contrariando a tendência.

No entanto, o relatório também indicou que, embora a China se torne um dos maiores investidores em África com seu investimento no continente continuando a aumentar, a África ainda está muito atrás de outros continentes quanto ao investimento da China.

O continente representou apenas 2% do fluxo de investimento estrangeiro da China em 2019 e do estoque de investimento ao longo dos anos, indicando que o potencial de investimento da China no continente africano ainda não foi explorado.

O relatório será divulgado anualmente, informou a Universidade de Negócios e Economia Internacionais de Shanghai.

Inforpress/Xinhua

Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos