Estados Unidos estudam medidas de pressão contra a Coreia do Norte

 

Nova Iorque, 03 Mai (Inforpress) – Os Estados Unidos estão a estudar opções no Conselho de Segurança da ONU para exercer pressão sobre a Coreia do Norte, após o lançamento falhado de outro míssil balístico pelos norte-coreanos, anunciou hoje a Casa Branca.

“A multiplicação de acções da RPDC (República Popular Democrática da Coreia) desde o seu último teste nuclear obrigou-nos a considerar uma série de medidas que pode colocar pressão” sobre o regime comunista, disse este representante da missão dos Estados Unidos na ONU.

“Estamos a examinar com os nossos colegas do Conselho de Segurança as opções para responder a esta série de provocações”, acrescentou.

Os Estados Unidos também querem que os chineses sejam mais rigorosos com os seus aliados norte-coreanos.

O regime norte-coreano, desde 2006, realizou cinco testes nucleares, incluindo dois em 2016.

Os especialistas concordam sobre o fato de que a Coreia do Norte, um dos países mais isolados do mundo, tem feito progressos para alcançar a sua meta de desenvolver mísseis nucleares intercontinentais capazes de atingir os Estados Unidos.

O Conselho de Segurança da ONU impôs, em onze anos, seis rodadas de sanções contra Pyongyang.

Na segunda-feira, a Coreia do Norte alertou que estava pronto para realizar “a qualquer momento” um sexto teste nuclear.

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse também que está pronto para encontrar o líder norte-coreano, Kim Jong-Un.

Lusa/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos