Estádio Nacional em passo acelerado na montagem das estruturas para o IV Fórum Mundial

 

Cidade da Praia, 15 Out (Inforpress)  – O Estádio Nacional, em São Filipe, está em passo acelerado de montagem de “stands” e toda a estrutura para acolher o IV Fórum Mundial de Desenvolvimento Económico Local, pelo que passou por uma desmontagem da sua estrutura desportiva.

À Inforpress, o gestor desta infra-estrutura, Orlandinho Mascarenhas, disse que todas as camaradas, balneários, refeitórios de entre outros serviços de apoios ás equipas, foram desmontadas, para serem transformadas em salas de conferências que se juntam a mais três já existentes.

O evento, a decorrer de 17 a 20 do corrente, está a ser apetrechado para funcionar com mais de 12 salas de conferências, sendo que toda a logística teve, igualmente de ser desmembrada, para a criação das salas de exposições de artesanatos das ilhas e do interior de Santiago.

A grande tenda, que vai acolher a cerimónia de abertura está praticamente totalmente montada e prevê-se a conclusão da implantação dos stands ainda esta noite, estando também dado como terminado os trabalhos de segurança e logística policial em termos de detecção de metal.

Toda a estrutura está a ser equipada com novas tecnologias de comunicação, através de hi-fi a ser montada por uma das empresas que operam no país, estando a sala de imprensa praticamente apta para acolher os profissionais de comunicação social.

Mascarenhas disse que vai haver uma segurança reforçada, como nunca dantes vistas nos eventos no País, à medida deste IV Fórum Mundial, sendo que a polícia nacional vai assegurar toda a logística em termos de segurança.

A organização, atesta,  teve a preocupação de acautelar  o relvado sintético, mediante o apoio da equipa de manutenção chinesa que labora no Estádio Nacional, de forma que toda a infra-estrutura fique precisamente fora do rectângulo do jogo, com a particularidade da parte que chegou a pista de tartan ter sido totalmente coberta e protegida, forma encontrada para proteger as infra-estruturas do Estádio Nacional.

Para Mascarenhas a realização do Fórum Mundial no Estádio Nacional permite mostrar ao mundo em como Cabo Verde tem condições para a realização de grandes eventos e espera-se que a partir desta iniciativa internacional a infra-estrutura passe a ser vista nas suas novas vertentes e valências por estar capacitada para receber todo o evento cultural, no âmbito da sua politica de fazer deste espaço um estádio funcional.

O IV Fórum Mundial de Desenvolvimento Económico Local já tem a confirmação de 76 países de todos os continentes, representando, até ao momento e mais de 1.500 participantes já inscritos e estima-se que mais de 190 oradores repartidos em mais de 50 sessões (sessão plenária, diálogos políticos, painel interactivo, sessão de aprendizagem) estarão neste evento.

Iniciado em 2011, o Fórum  promove um diálogo internacional e compartilha experiências sobre Desenvolvimento Económico Local (LED) e está referenciado como uma oportunidade de transformar uma aliança global de actores envolvidos em parcerias concretas a nível nacional e local.

O Fórum, segundo a organização, constituirá uma plataforma para o diálogo sobre grandes questões como a erradicação da pobreza, o emprego e o trabalho decente, o empreendedorismo sustentável, as parcerias com vários intervenientes, incluindo o envolvimento da sociedade civil, organizações de trabalhadores e de empregadores.

Em última análise, analisará como a abordagem LED se destaca como uma abordagem operacional e estratégica para localizar a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e seus Objectivos de Desenvolvimento Sustentável.

Trata-se de um processo contínuo, que culmina a cada dois anos com um evento mundial e que iniciou em 2011 em Sevilha, Espanha, seguido de 2013 em Foz do Iguaçu, Brasil, ao passo que a terceira edição foi realizada em 2015, em Turim, na Itália.

SR

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos