Estação de tratamento de água residuais entre as necessidades mais urgentes do Porto Novo – munícipes

Porto Novo, 23 Abr (Inforpress) – A instalação de uma estação de tratamento de águas residuais (ETAR) é apontada pelos porto-novense como sendo “uma das necessidades mais urgentes” da cidade do Porto Novo, Santo Antão, onde as águas sujas são lançadas ao mar.

Em conversa com a Inforpress, os municípios alertaram para a necessidade de esta urbe dispor de uma ETAR para a recolha, tratamento e reutilização das águas residuais, exortando o Governo a abreviar a implementação do projecto de água e saneamento de Santo Antão, que prevê uma infra-estrutura do tipo para Porto Novo.

“O lançamento dos esgotos no mar aqui na cidade do Porto Novo é um problema grave. Esta cidade precisa urgentemente de um sistema de recolha e tratamento de esgotos”, defendeu Sabino Silva, alertando para o problema ambiental provocado pelo vazamento dos esgotos no mar.

Manuel Santos, outro munícipe, lembrou que desde 2019 o Governo anunciou uma rede de esgotos para Porto Novo, que está, a seu ver, a deparar-se com “uma situação de emergência” em termos de gestão dos resíduos líquidos.

“Este projecto já deveria estar implementado, já que era de três anos, mas o facto que é Porto Novo continua à espera da uma rede de esgotos que atende às necessidades desta cidade”, sublinhou Francisco Silva.

O Presidente da República, durante a sua recente visita a Santo Antão, para o lançamento do Ano Internacional da Montanha, referiu-se à situação do Porto Novo, destacando, também, a urgência na implementação de um sistema de recolha, tratamento e reutilização das águas residuais neste município.

A cidade do Porto Novo tem uma rede de esgotos já obsoleta, que consegue cobrir apenas 20 por cento (%) dos dez mil habitantes.

As autoridades locais garantem que o projecto de água e saneamento de Santo Antão, estimado em mais de um milhão de contos, vai privilegiar a “reestruturação profunda” de todo o sistema de saneamento no Porto Novo, através da ampliação da rede de esgotos em cerca de 12 quilómetros.

Além disso, Porto Novo será contemplado com uma ETAR e mais de 300 ligações domiciliárias e 200 fossas sépticas.

JM/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos