Escuteiros apresentam projecto para facultar crianças e jovens “invisuais” acesso às obras da literatura cabo-verdiana

 

Cidade da Praia, 04 Jul (Inforpress) – A Associação dos Escuteiros de Cabo Verde (AECV) apresenta hoje, na Cidade da Praia, o projecto “Ouvir o Livro” ,que pretende facultar as crianças e jovens com deficiência visual o acesso às obras da literatura clássica e infanto-juvenil cabo-verdiana.

Em declarações à Inforpress, um dos coordenadores do projecto “Ouvir o Livro”, Helton Varela, explicou que esta iniciativa, que tem como “marca principal” promover a inclusão, nasceu de uma amizade entre duas crianças que se conheceram no infantário e tentaram encontrar uma forma de interacção que ultrapassasse as “barreiras da cegueira”.

De acordo com a mesma fonte, o projecto, que terá duas fases, sendo a primeira a gravação-áudio dos livros de literatura infantil produzidos em Cabo Verde, e, numa segunda fase, a literatura clássica cabo-verdiana, tendo como objectivo, ainda, promover a divulgação da literatura cabo-verdiana e o gosto pela leitura, com base na vertente inclusão.

Ao todo, são nove contos de autoras cabo-verdianas entre as quais de Chissana Magalhães, Natacha Magalhães e Florizanda Porto.
Nesta primeira fase, disse Helton Varela, foram tirados 50 CD, que serão colocados nas bibliotecas da Associação dos Deficientes Visuais de Cabo Verde (ADEVIC) e da Associação das Famílias e Amigos de Crianças com Paralisia Cerebral (Acarinhar), sendo que os restantes serão colocados à venda a um “preço simbólico”.

A apresentação final da primeira fase do projecto e entrega de áudio acontece hoje às 17:00, no Palácio da Cultura Ildo Lobo, Cidade da Praia.

FM/JMV

Infopress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos