Escola Secundária Regina Silva homenageia músico Orlando Pantera

Cidade da Praia, 01 Mar (Inforpress) – A Escola Secundária Regina Silva homenageou hoje o artista Orlando Pantera, com uma pintura mural, no dia em que completa 20 anos do seu desaparecimento físico.

Esta homenagem, uma parceria com o agrupamento musical Ferro Gaita e outros parceiros de Achadinha, surge na sequência das que já foram feitas ao agrupamento Ferro Gaita, ao músico Bitori Nha Bibinha, aos saxofonistas Chala e Totinho e ao baterista Victor.

Desta vez a escola decidiu homenagear Orlando Pantera, que faleceu no dia 01 de Março de 2001, “em reconhecimento pelo contributo dado na divulgação da cultura cabo-verdiana”.

O director da Escola Secundária Regina Silva, João Evangelista Andrade, explicou que esta homenagem simboliza um “simples” reconhecimento por tudo que o artista representou para Cabo Verde e para a diáspora, mas “especialmente para o bairro de Achadinha, enquanto músico local”. 

“É um reconhecimento simples e simbólico mas, para nós, isso significa reconhecer um filho da nossa localidade, que tem levado o nome do nosso País pelo mundo inteiro”, explicou. 

João Evangelista Andrade disse que, primeiramente, foi feita a homenagem ao próprio parceiro, o grupo Ferro Gaita, e através do mesmo começaram a contactar outros músicos para serem homenageados e, assim, ter mais parceria.

De acordo com a mesma fonte, a escola já tem “um leque” de nomes de músicos da localidade, para serem homenageados, tendo revelado os vocalistas Caloiro ou Zé Luís como os próximos laureados.

Já a filha do músico homenageado, Darlene Barreto, mostrou-se muito feliz e congratulou-se com a homenagem que a escola fez ao  pai.

“De acordo com o que dizem os mais velhos, o meu pai era uma pessoa do povo e muito reconhecida em Cabo Verde, mas principalmente no bairro de Achadinha, e isso me deixa muito feliz ”, salientou.

“Se ele era uma pessoa do povo, isso me deixa muito contente que qualquer um possa reconhecê-lo logo à primeira, mesmo depois de passados 20 anos do seu desaparecimento físico”, acrescentou.

Darlene Barreto, que vive em Portugal, adiantou ainda que vai aproveitar a sua estada em Cabo Verde para reunir amigos e familiares do pai, para passar um filme intitulado “Mais Alma” de Catarina Alves Costa, sobre Orlando Pantera, no Palácio de Cultura.

“Temos poucas imagens do Orlando Pantera e ele não tem um disco gravado, pelo que aproveitamos o momento para ver o filme que retrata a sua obra e a sua vida para relembrarmos dele”, argumentou.

Segundo a mesma fonte, na próxima quarta-feira, 03, Março estará reunida com o artista Princezito, para falar sobre o batuco e a sua evolução, qual foi o contributo que Orlando Pantera deu para o batuco.

As pinturas feitas na parte posterior da Escola Regina Silva, que são os retratos dos músicos homenageados, foram elaboradas pelos artistas plásticos Hélder Cardoso e Joaquim Semedo.

DM/HF

Inforpress

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos