Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Erupção vulcânica na Nova Zelândia provoca cinco mortos, oito desaparecidos e 31 internados

Whakatane, Nova Zelândia, 09 Dez (Inforpress) – Um vulcão que entrou hoje em erupção na Ilha Branca, na costa neozelandesa, quando várias pessoas estavam a explorar a sua superfície, provocou a morte a cinco e o desaparecimento de oito, anunciaram as autoridades.

Um órgão de comunicação local, o NZ Herald, avança no seu portal na Internet que também estão hospitalizadas outras 31 pessoas e que a maior parte das vítimas são turistas oriundos da Austrália, China, Estados Unidos, Malásia e Reino Unido.

Apesar do perigo, vários helicópteros aterraram na ilha e resgataram dezenas de pessoas, acrescentaram fontes oficiais.

Horas depois do desastre, o local continuava a ser considerado perigoso para as equipas de emergência fazerem busca e salvação.

Mas voos que foram feitos sobre a ilha não detectaram quaisquer sinais de vida em lado algum, afirmou a primeira-ministra neozelandesa Jacinda Ardern.

O desastre motivou imediatamente a interrogação sobre as razões de manter a autorização de visitas à ilha, o topo de um vulcão submarino, situada a 50 quilómetros da costa, depois de cientistas terem detectado um aumento da actividade vulcânica nas últimas semanas.

As autoridades especificaram que estavam 47 pessoas na ilha, na altura da erupção.

Além das mencionadas, há mais três que já saíram do hospital. Algumas das vítimas apresentavam queimaduras severas.

A erupção, ocorrida às 14:11 locais (00:11 em Cabo Verde) libertou uma espessa nuvem de fumaça branca até uma altura de 3,6 quilómetros e consistiu em duas explosões, quase seguidas, ainda segundo a primeira-ministra.

Uma das embarcações que regressou da ilha tinha cinza com a altura de meio metro.

Alguns dos visitantes eram passageiros de um navio de cruzeiros.

A Ilha Branca tem o cone vulcânico neozelandês mais activo. Cerca de 70% do vulcão está debaixo de água.

As visitas turísticas diárias permitem um fluxo anual em torno de dez mil pessoas.

A ilha também é conhecida pelo nome indígena maori de Whakaari.

Inforpress/Lusa/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos