Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

ERIS defende necessidade urgente de promover e facilitar acções de segurança alimentar dos alimentos

Cidade da Praia, 07 Jun (Inforpress) – A Entidade Reguladora Independente da Saúde (ERIS) defendeu hoje, na Praia, a necessidade “urgente” de promover e facilitar acções de segurança alimentar dos alimentos, mas com o envolvimento de todos os operadores económicos.

A ideia foi manifestada pela administradora executiva para o sector alimentar da ERIS, Patrícia Miranda Alfama, esta manhã, momentos antes de presidir à cerimónia de abertura do webinar de lançamento do “Manual de Boas Práticas de Higiene para Estabelecimentos Alimentares”, que decorre no âmbito das celebrações do Dia Mundial da Segurança Sanitária dos Alimentos (DMSSA), assinalado hoje.

“Foi identificada uma necessidade urgente de promover e facilitar acções da segurança alimentar dos alimentos envolvendo todos os operadores económicos, pessoas que trabalham desde a produção primária até a colocação dos produtos no mercado”, apontou.

Patrícia Miranda Alfama considerou que os consumidores têm um papel “muito importante” e devem se tornar fiscalizadores porque cada vez mais exigem produtos seguros, saudáveis e seguros.

A administradora lembrou que a segurança alimentar do abastecimento está muito relacionada com a segurança sanitária, e que alimentos inseguros provocam problemas de saúde à população e problemas económicos no comércio global.

Por outro lado, adiantou que as doenças transmitidas por alimentos a nível mundial têm um impacto grande na saúde pública e no comércio internacional, sendo que a maior parte da carga global desta doença afecta crianças com menos de 5 anos e sobretudo nas regiões de rendimento baixo.

Ciente de que a higiene é fundamental para a garantia de alimentos seguros no mercado, avançou que a ERIS desenvolveu este manual destinado aos operadores económicos do sector alimentar e inclui informações simplificadas, com recurso a ilustrações e outras representações gráficas, sobre as acções que podem ser implementadas para o cumprimento dos requisitos legais de segurança sanitária dos alimentos vigentes no país.

Segundo disse, o documento traz informações sobre o que é necessário fazer para assegurar a higiene nos processos de aquisição, produção e distribuição de alimentos aos operadores industriais, de produção alimentar artesanal, grossistas, retalhistas e operadores da área de restauração.

O manual estará disponível no site da ERIS e posteriormente será distribuído aos operadores económicos.

Participam no webinar de lançamento representantes da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Cabo Verde, das câmaras municipais, das câmaras de comércio, do Instituto de Gestão da Qualidade e da Propriedade Intelectual (IGQPI) e operadores económicos.

O Dia Mundial da Segurança Sanitária dos Alimentos foi instituído pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 2018, com o objectivo de chamar a atenção e inspirar acções para ajudar a prevenir, identificar e gerir riscos transmitidos por alimentos, contribuindo para a segurança sanitária dos alimentos, a saúde humana, a prosperidade económica, a agricultura, o acesso ao mercado, o turismo e o desenvolvimento sustentável.

Este ano, o tema da comemoração do DMSSA é “Alimentos seguros agora para um amanhã saudável”, destacando a necessidade de sistemas de produção sustentáveis para garantir a saúde das pessoas, do planeta e da economia no longo prazo.

AV/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos