Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

ENTREVISTA: Presidente da câmara defende construção de um porto comercial em Santa Cruz (c/áudio)

Pedra Badejo, 30 Mar (Inforpress) – O presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz admitiu, em entrevista à Inforpress, que faz todo o sentido construir um porto comercial em Santa Cruz, dada a potencialidade agrícola do município e sua localização geográfica.

Carlos Silva, que falava à Inforpress, em Pedra Badejo, a propósito dos 49 anos do município de Santa Cruz, que se assinalou este domingo, 29, demonstrou que Santa Cruz está “muito bem localizado” no contexto da ilha de Santiago.

“Nós continuamos a reivindicar um porto comercial em Santa Cruz”, declarou, acrescentando que tem estado sempre a mostrar ao Governo essa necessidade e a importância de construir um porto comercial no “maior concelho agrícola da ilha de Santiago”.

Este seria um porto alternativo ao da Praia, uma vez que, no seu entender, Santa Cruz está “muito bem localizado”, estando perto da ilha do Maio e não muito distante da Boa Vista.

“Neste momento o Governo está a organizar para fazer um estudo para ver se há condições para se construir um porto”, afiançou Carlos Silva.

No seu entender, este investimento vai permitir a dinamização de todos os sectores desde o turismo, cultura, agro-pecuária a comércio, pois, conforme garantiu, Santa Cruz é um município com enormes potencialidades e espaços para crescimento.

O presidente da câmara de Santa Cruz afiançou que se está a mobilizar parcerias a fim de atrair “grandes investimentos” para o município.

É neste sentido que anunciou que um investidor externo já investiu mais de 40 mil contos para a produção de gelo, mas a fábrica ainda não entrou em funcionamento por causa do acesso à energia eléctrica.

“Este investidor pretende produzir 20 toneladas de gelo por dia”, explicou, considerando que isso vai dinamizar o sector da pesca, o que, consequentemente, atrai mais barcos para Santa Cruz.

Conforme ele, esta é mais uma razão para se pensar num porto comercial, isto tendo em conta, também, que o município está de olhos postos numa escola do mar para a capacitação dos jovens.

Na mesma linha, o autarca avançou que um empreendedor chinês vai abrir uma fábrica para produzir toneladas de farinha e xerém todos os dias.

Carlos Silva mostrou ainda que seu município tem forte vocação turística e potencialidades em desportos náuticos.

WM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos