Energias renováveis: CEDEAO quer levar experiência do CERMI aos países da sub-região – presidente

Cidade da Praia, 02 Nov (Inforpress) – O presidente da Comissão da CEDEAO revelou-se hoje “impressionado” com o trabalho desenvolvido pelo CERMI, salientando que a comissão quer capitalizar experiências e práticas da instituição para partilhar e implementar nos países membros da Comunidade.

Jean-Claude Kassi Brou fez estas declarações à imprensa, no final de uma visita efectuada ao Centro de Energias Renováveis e Manutenção Industrial (CERMI), na Cidade da Praia.

Na ocasião, o presidente da Comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) considerou o CERMI um “centro de referência” na sub-região na área de energias renováveis tendo neste sentido defendido o reforço do seu papel na aposta no sector, que apontou como um desafio ainda para os países membros da Comunidade.

“Esta visita enquadra-se no âmbito da nossa missão à Cabo Verde e visa reforçar os laços de cooperação. O CERMI é uma instituição criada recentemente, mas que já tornou numa referência na área das energias renováveis”, asseverou, indicando a possibilidade de, futuramente, os países da CEDEAO e o CERMI firmarem parcerias com enfoque na formação de quadros.

As energias renováveis, no entender deste responsável, são o futuro das populações tendo realçado que, actualmente, a tendência mundial tem sido a aposta no desenvolvimento de tudo que seja considerado energia renovável.

Neste sentido, Jean-Claude Kassi Brou advogou a necessidade de se fazer o acompanhamento dos países da sub-região para que os mesmos possam avançar no quadro de desenvolvimento das energias renováveis, dos sectores industrial e científico, afirmando que essa iniciativa terá impactos positivos.

“Aqui há uma concentração de conhecimento e experiência, há muitas áreas que podemos reforçar e, para isso, é preciso apostar na formação recíproca, reforçar o acompanhamento dos projectos dos países que actualmente apostam nas energias renováveis e o CERMI pode servir como ponte”, observou, ressalvando que esta cooperação permitirá adquirir conhecimentos, promover a criação de emprego e melhorar o nível de vida das populações.

A delegação da CEDEAO, que é chefiada pelo presidente Jean Claude Kassi Brou, integra ainda o comissário dos Recursos Humanos, o cabo-verdiano Jeremiais Dias Furtado e o director do comércio, Obideyi Gbenga, e o director da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Alain Sy Traoré.

Além desse encontro mantido com o presidente do CERMI na manhã de hoje, a missão foi recebida pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, e visitou o Centro Regional para Energias Renováveis e Eficiência Energética (ECREE).

Ainda no decorrer do dia de hoje o presidente da Comissão da CEDEAO terá audiências com o presidente da Assembleia Nacional, Jorge Santos, com o governador do Banco de Cabo Verde, João Serra, e com o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca.

CM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos