Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Enapor com resultados positivos em quase todos segmentos de negócio no 1º semestre de 2021

Mindelo, 14 Jul (Inforpress) – A empresa gestora dos portos – Enapor registou um aumento em quase todos os segmentos de negócio, com destaque para o tráfego de passageiros que, a nível global, aumentou 10% em relação ao período homólogo de 2020.

Conforme informações da página da empresa, todos os portos registaram um “crescimento considerável” na movimentação de passageiros, com destaque para o Porto da Praia e o Porto Novo, Santo Antão, com crescimento em valor absoluto de 7.837 passageiros (22,3%) e 7.112 passageiros (6,1), respetivamente.

Em relação ao fluxo de navios, de forma global, houve um aumento de 1,7% no 1º semestre em relação ao mesmo período do ano anterior, com destaque para os portos Vale Cavaleiros, Fogo, (+22,6%), Porto Furna, Brava (+10%) e Porto Tarrafal (+8,3%) e Porto Praia (+8%), ambos em Santiago.

No sector dos navios de Longo Curso – LC, houve um aumento de 2,8%.

“Em evidência está o Porto Grande com um aumento de 52 navios LC (+16,4%). No que tange a navios cabotagem registou-se um crescimento de 1,5%, com realce para o Porto Vale Cavaleiros com mais 55 navios cabotagem (23,7%) e o Porto da Praia com mais 49 navios cabotagem no 1º semestre de 2021 (+12,4%)”, dizem os responsáveis da Enapor.

O movimento de mercadorias aumentou, segundo a mesma fonte, em todos os portos, excepto no Porto de Palmeira, Sal, e no Porto de Sal-Rei, Boa Vista, que tiveram uma redução de aproximadamente 40% no fluxo de carga.

“Devido a este decrescimento, o fluxo de carga a nível global é de menos 2,65% no 1º semestre de 2021 em relação ao mesmo período de 2020”, asseguram.

Destaque-se, no entanto, o crescimento considerável na movimentação de mercadorias nos portos de Porto Inglês, Maio (+48,7%), Porto Novo (+39,7%), Porto Vale Cavaleiros (+37,2%) e Porto Tarrafal (+27,6%).

No que tange ao movimento de mercadorias contentorizadas, de forma global, os portos de Cabo Verde registaram um decréscimo de 7,4% de TEU (unidade equivalente a 20 pés, que serve de medida-padrão para calcular o volume de um contentor) movimentados no 1º semestre em relação ao período homólogo.

“Isto deve-se à redução de movimentação de TEU nos porto de Palmeira e o Sal-Rei que registaram uma redução de TEU movimentados de menos 58,5% (2343 TEU) e menos 68,9% (1029 TEU) respetivamente. Esta redução influenciou directamente no resultado global”, consideram.

Já o Porto Grande e o Porto Praia, que, conforme a mesma fonte, tem “grande influência” no volume de TEU movimentados em Cabo Verde, mantiveram-se estáveis neste segmento. Já o Porto Grande obteve um aumento de 1,1% (123 TEU) e o Porto Praia um aumento de 0,1% (27 TEU).

“Os dados publicados revelam uma retoma gradual da normalidade no sector, após um período de abrandamento devido à pandemia da covid-19. Os Portos de Cabo Verde mantêm-se firmes na sua nobre missão de garantir a coesão territorial, a promover a circulação de pessoas e bens e a contribuir para o desenvolvimento da economia nacional”, consideram os responsáveis da Enapor.

LN/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos