Embaixador da Guiné-Bissau em Cabo Verde destaca contributo de José Carlos Schwarz na luta pela libertação do povo guineense

Cidade da Praia, 27 Mai (Inforpress) – O embaixador da Guiné-bissau em Cabo Verde, M´bála Fernandes, destacou hoje o contributo que José Carlos Schwarz deu na luta pela libertação do povo guineense, contribuindo com um imenso legado no património cultural.

M´bála Fernandes fez esta consideração à Inforpress, à margem da homenagem ao músico José Carlos Schwarz, promovido pela Embaixada da República da Guiné-Bissau em Cabo Verde, em parceria com o Ministério da Cultura, acto que aconteceu no Palácio da Cultura Ildo Lobo.

Na ocasião, o diplomata referiu que é “uma homenagem justa” à pessoa que deu “ um deu grande contributo à luta de libertação nacional dos povos da Guiné-bissau e Cabo Verde, e à uma “figura incontornável”, e que ficará marcada na história recente e no património cultural guineense.

Avançou também que a figura de José Carlos Schwarz orgulha todos os guineenses, assim como os cabo-verdianos e que é necessário passar à nova geração de que a luta de libertação não foi feita só de armas, mas também em outras frentes em que o músico escreveu seu nome.

“Foi feita a luta urbana, a luta cultural e a luta de rejeição, então José Carlos Schwarz faz parte dessas lutas contra o sistema colonial”, sublinhou.

José Carlos Schawrz foi músico e poeta, responsável pela criação da banda Cobiana Djaz, fundada em 1970, sendo reconhecido como um dos mais notáveis músicos da Guiné-bissau.

José Carlos Schwarz faleceu em 1977, vítima de acidente de avião.

HR/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos