Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Embaixador da boa vontade da língua portuguesa da CPLP apresentado em Lisboa

Lisboa, 16 Set 2021 (Inforpress) – O professor universitário Filipe Zau, também membro da direção da Academia Angolana de Letras, apresentou-se hoje, em Lisboa, como novo embaixador da boa vontade da língua portuguesa da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.

“O professor Filipe Zau foi hoje apresentado em Lisboa, na sede do secretário executivo da CPLP, como novo embaixador da boa vontade da língua portuguesa desta organização”, anunciou, em comunicado, a embaixada de Angola em Portugal, representação diplomática do país que tem, desde 17 julho, a presidência rotativa da comunidade.
A

companhado pelo embaixador de Angola em Portugal, Carlos Alberto Fonseca, Filipe Zau foi recebido pelo novo secretário executivo da CPLP, o timorensse Zacarias Albano da Costa, “com quem manteve uma primeira reunião para troca de cumprimentos”, adianta a nota.

“Professor universitário e destacado homem da cultura, Filipe Zau, de 71 anos, faz parte da direção da Academia Angolana de Letras, tendo desempenhado, entre outros cargos, o de adido de Cultura na embaixada de Angola em Portugal”, refere o comunicado.

Na anterior cimeira de chefes de Estado e de Governo da CPLP, que decorreu em 17 de julho, em Luanda, foi a aprovada uma resolução com os nomes dos novos embaixadores de boa vontade da organização.

Assim, entre os nomeados, para um mandato de quatro anos, suscetível de renovação por iguais períodos, encontram-se o antigo ministro das Relações Exteriores de Moçambique Leonardo Santos Simão, para a área da concertação político-diplomática, e Filipe Silvino de Pina Zau, para a área da língua portuguesa.

Os atletas do triplo salto Nelson Évora e Patrícia Mamona são os embaixadores nomeados para as áreas da juventude, do desporto e da igualdade de género.

A figura de “embaixador de boa vontade da CPLP”, visa “promover amplamente os objetivos e difundir as atividades da CPLP”.

A XIII Conferência de Chefes de Estado e de Governo da CPLP na qual Angola assumiu a presidência ficou marcada pela assinatura do Acordo de Mobilidade e uma nova prioridade: o reforço das relações económicas entre os seus Estados-membros.

A Conferência de Chefes de Estado e de Governo é o órgão máximo da CPLP, que se reúne ordinariamente de dois em dois anos e ao qual compete definir e orientar a política geral e as estratégias da organização.

Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste são os nove Estados-membros da CPLP, que celebrou 25 anos no mesmo dia da cimeira.
Inforpress/Lusa/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos