Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Eleições Presidenciais: CNE disponibiliza ‘fac simile’ de boletins de voto às candidaturas

Cidade da Praia, 22 Set (Inforpress) – A Comissão Nacional de Eleições (CNE) entregou hoje aos representantes das candidaturas às presidenciais de 17 de Outubro reproduções exactas dos originais dos boletins de voto (‘fac simile’), visando informar os eleitores sobre a utilização correcta dos mesmos.  

Os ‘fac simile’ são reproduções exactas do original do boletim de voto, mas com sinais diferenciadores como marca d’água, assinatura da presidente e o carimbo da instituição e, portanto, diferente dos boletins de voto originais que vão para mesas no dia 18 de Outubro.  

Na cerimónia de entrega, realizada na sede da CNE, estiveram presentes representantes de quatro das sete candidaturas às eleições presidenciais, nomeadamente de Gilson Alves, Carlos Veiga, José Maria Neves e Fernando Delgado.    

Entretanto, pela importância deste material, a presidente da CNE, Maria do Rosário Gonçalves, garantiu que vai fazer chegar a todas as candidaturas os ‘fac simile’, enquanto mais um instrumento para que o eleitor possa se expressar correctamente no dia das eleições.  

Tudo isso porque, justificou, ainda existe uma taxa elevada de votos nulos nas eleições em Cabo Verde, pelo que se pressupõe que ainda haja eleitores que não sabem votar correctamente.  

“Ou assinalam em dois candidatos, ou escrevem os nomes nos boletins de voto, ou fazem rasura nos mesmos, o que faz com que o eleitor que tinha intenção de escolher uma candidatura tenha expressado errado e o seu voto não contar”, exemplificou.  

A CNE acredita ainda que disponibilizar os ‘fac simile’ é uma forma de educação cívica e de transparência, porque todos os cidadãos vão conhecer o boletim que será disponibilizado nas mesas. 

“Não pode ser segredo, o boletim que será utilizado nas mesas. É preciso conhecê-lo e saber como ele é composto e qualquer eleitor pode detectar se um boletim que foi entregue na mesa é verdadeiro ou não, porque já o conhecia através do ‘fac simile’”, considerou.  

Maria do Rosário considerou ainda normal que os partidos políticos façam a reprodução, ou seja, cópias com o objectivo de utilizarem na educação cívica dos eleitores e ajudá-los a compreender como é que votam correctamente no dia das eleições.  

Informar, esclarecer e sensibilizar são os objectivos dos ‘fac simile’ no sentido de os eleitores votarem correctamente.  

A presidente da CNE explicou que a entrada dos ‘fac simile’ é uma decorrência legal, com previsão no artigo 166 nº 5 do Código Eleitoral.  

Nas sétimas eleições presidenciais, que vão eleger o 5º Presidente da República de Cabo Verde, no território nacional e estrangeiro, concorrem sete candidatos – Fernando Delgado, Gilson Alves, José Maria Neves, Carlos Veiga, Hélio Sanches, Casimiro de Pina e Joaquim Monteiro.  

ZS/AA 

Inforpress/Fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos