Eleições em Santiago Sul: Carlos Tavares diz que quer um PAICV mais forte, estável e unido

 

Cidade da Praia, 16 Out (Inforpress) – O novo presidente da Comissão Política Regional (CPR) do PAICV em Santiago Sul, Carlos Tavares afirmou hoje, que irá trabalhar de forma articulada e com seriedade com todos os militantes para tornar o partido mais forte, estável e unido.

Durante a conferência de imprensa, que aconteceu hoje, na Cidade da Praia, Carlos Tavares, garantiu que será o presidente de todos e que a partir de hoje estão reunidas todas as condições para que “juntos possam trabalhar para o fortalecimento do partido e para a construção de novas alianças com a sociedade civil”.

“Ganhamos de forma clara em todos os sectores de Santiago Sul e interpretamos esse resultado como uma vontade expressa dos militantes de fazer uma nova caminhada e com o desejo de ver novas atitudes e comportamentos”, sublinhou frisando que essa vitória é de todos os militantes e de toda a região.

Entretanto, disse estar ciente da responsabilidade e dos desafios do partido, assegurando que tudo fará para representar a região política com a mesma dedicação.

“Cabo Verde precisa de um PAICV forte e interveniente para que possamos constituir como uma alternativa de esperança a uma governação sem soluções, e estaremos empenhando a lutar no quadro da oposição democrática para que o povo de Santiago Sul viva melhor e pelo progresso da sua existência e futuro dos seus filhos”, precisou.

Carlos Tavares foi eleito este domingo presidente da Comissão Política Regional (CPR) do PAICV em Santiago Sul, com 70 por cento (%) dos votos, numa eleição a que concorreu também o ex-deputado Nelson Centeio.

A disputa entre Nelson Centeio e Carlos Tavares acontece depois de o Conselho Nacional do principal partido da oposição ter recomendado a realização de novas eleições dos órgãos da Comissão Política Regional, visando repor a normalidade de funcionamento da organização.

A recomendação para realização de uma nova eleição saiu de uma reunião do Conselho Nacional do PAICV, tendo em conta a demissão de mais de 50% dos integrantes da anterior Comissão Política Regional de Santiago Sul.

Carlos Tavares, 37 anos, é doutorado em Geografia Planeamento e Ordenamento do Território, mestre em Gestão de Território e licenciado em Geografia e Planeamento Regional pela Universidade Nova de Lisboa (Portugal).

Esteve nas fileiras da JPAI e fez parte da candidatura de Cristina Fontes à Câmara Municipal da Praia.

Em 2013 foi distinguido com o diploma de Honra ao Mérito no Prémio Nacional dos Direitos Humanos.

AV/FP

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos