Electra esclarece que iluminação pública é controlada por interruptores que comandam o acender e apagar das luminárias em função da luminosidade

Cidade da Praia, 15 Fev (Inforpress) – A Electra S.A. esclareceu hoje, em nota de imprensa, que a iluminação pública é controlada por interruptores horários e células fotoeléctricas que comandam o processo de acender e apagar as luminárias em função da luminosidade do dia.

Este esclarecimento surge a proposito de uma noticia da Inforpress publicada a 04 de Fevereiro, cujo título é “Salenses estranham postes de iluminação pública acesos durante o dia e aumento da faturação”.

Segundo a Electra S.A, para que haja intervenções na rede de iluminação pública, é necessário que as luminárias estejam acesas, sendo que este é um procedimento normal de manutenção que é feito “zona por zona da abrangência de um determinado posto de transformação”.

Na nota, a Electra S.A., sublinha ainda, que desde o dia 08 de Fevereiro está a decorrer uma campanha intensiva de manutenção da iluminação pública em Espargos e Pedra de Lume, pelo que neste quadro de intervenções, no dia 09, as luminárias da Avenida do Liceu, em Espargos estiveram acesas, por um período de 15 minutos.

A empresa realçou que estando as luzes acesas para manutenção não se trata de nenhum acto “inconsequente ou de negligência” por parte da empresa.

O documento diz ainda que “em nenhum momento, ao contrário do que foi mencionado, a Direcção da Electra no Sal ou o Gabinete de Comunicação e Imagem foram contactados”.

A notícia, publicada no dia 04 de Fevereiro, indicava que as pessoas no Sal se manifestavam inquietas com relação a postes de iluminação pública que, em algumas zonas, ficam acesas durante a manhã, e receosas que isso tenha implicância na “facturação exagerada”.

PC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos